segunda-feira, 6 de junho de 2011

Rio testará ônibus híbrido elétrico

RIO - A Prefeitura do Rio e a Clinton Climate Initiative (CCI), um programa da Fundação William J. Clinton anunciam nesta terça-feira, dia 7, o início dos testes com ônibus híbridos como parte do Programa de Teste de Ônibus Híbrido & Elétrico da CCI.
O Rio será a primeira cidade da América Latina a fazer parte do programa, que ainda inclui São Paulo, Curitiba e Bogotá, na Colômbia.
O transporte rodoviário é responsável por 90% das emissões geradas em transporte. Ao longo dos próximos 14 meses, o desempenho  ambiental e os benefícios econômicos de aproximadamente 10 ônibus híbridos e elétricos de diversos fabricantes serão testados nas quatro cidades integrantes da rede C40 em condições reais de circulação, nos centros urbanos e em linhas de corredores expressos para ônibus.
* Com informações do Jornal do Brasil 
*Rio lança ônibus livre de poluentes 
Em solenidade realizada no Restaurante Porcão Rio´s, no último dia 26 de maio, a Fetranspor, em parceria com a Coppe/UFRJ, promoveu o lançamento do primeiro ônibus a hidrogênio, com tecnologia 100% nacional. Este é o primeiro de uma série de três ônibus desenvolvidos pelo Laboratório de Hidrogênio da Coppe, que fazem parte do programa Rio Transporte Sustentável, da Secretaria de Estado de Transportes. O segundo ônibus será elétrico hibrido a etanol, e um terceiro totalmente elétrico.
O veículo não gera material particulado, não emite ruído, possui tração elétrica e utiliza combustível sustentável. Além de proporcionar uma viagem mais tranquila, estes benefícios vão conceder à sociedade melhor qualidade de vida. "A tecnologia empregada utiliza pilha combustível, a mesma usada pelos ônibus espaciais, gerando energia para o motor e água límpida para os astronautas", disse o coordenador do projeto e professor da Coppe, Paulo Emílio de Miranda.
Outra novidade do modelo diz respeito ao sistema de recuperação de energia, semelhante ao utilizado nos carros de Fórmula 1, com a diferença que, na categoria esportiva, a ação dos componentes está voltada para o ganho de velocidade, enquanto no ônibus, o aumento da eficiência energética e a economia de combustíveis são os objetivos principais.
O ônibus tem características semelhantes às de um veículo urbano convencional. Possui piso baixo, ar condicionado e autonomia para rodar até 300 quilômetros, sem a necessidade de carga. Após cinco anos de desenvolvimento, o veículo será testado dentro da própria Cidade Universitária, fazendo o transporte de alunos e professores da UFRJ.
Posteriormente, será entregue à Real Auto Ônibus, para operação na linha 2145, que liga os aeroportos Tom Jobim e Santos Dumont. Uma viagem completa dessa linha tem aproximadamente 24 quilômetros. Levando-se em consideração o deslocamento da garagem até o início da primeira viagem e o retorno à empresa, o veículo terá condição de fazer cerca de 10 viagens por dia, como afirmou o diretor da Real Auto Ônibus, Claudio Callak.
Participaram da solenidade de lançamento do ônibus a secretária de Estado do Ambiente, Marilene Ramos; o vice-prefeito do Rio de Janeiro, Carlos Alberto Muniz; o diretor da Coppe/UFRJ, Luiz Pinguelli Rosa; o diretor do Laboratório de Hidrogênio da Coppe, Paulo Emílio de Miranda, e o superintendente da Agência Metropolitana de Transportes Urbanos, Waldir Peres. Também estiveram presentes o diretor de Mobilidade Urbana da Fetranspor, Arthur César de Menezes Soares, e o diretor de Eficiência Energética do Cenpes, Paulo Roberto das Neves.
Com informações da Fetranspor.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...