sábado, 2 de julho de 2011

Benfica assina contrato e começa a operar em 150 dias

A Transportadora Turística Benfica, de São Caetano, assinou ontem contrato com a Prefeitura de Diadema para operar 40% das linhas do transporte público municipal. A empresa foi a vencedora da licitação para explorar os serviços hoje a cargo da Empresa de Transporte Coletivo de Diadema, que será extinta.
A viação terá até cinco meses para iniciar os trabalhos na cidade. Segundo o secretário de Transportes de Diadema, Ricardo Perez, a estimativa do Executivo é que a Benfica assuma as linhas até o fim do ano. "Acredito que possamos ver os novos ônibus na rua antes dos 150 dias de prazo."
Com informações de Raphael Rocha Do Diário do Grande ABC.
Paço deve assumir dívida da ETCD
De acordo com Perez, há compromisso da Benfica em contratar parte dos funcionários que trabalham na ETCD. "É vantajoso para eles."
A empresa de São Caetano ofereceu R$ 15,8 milhões para assumir as linhas pertencentes à ETCD e terá direito de explorar o serviço por 15 anos, prorrogáveis por mais cinco.
Mesmo com a vitória da Transportadora Turística Benfica, com sede em São Caetano, no processo de concessão das oito linhas que hoje são operadas (40% de concessão) pela Empresa de Transporte Coletivo de Diadema (ETCD), avaliadas entre R$ 12 milhões e R$ 15 milhões, várias indefinições ainda pairam sobre a venda e o futuro de bens, dos trabalhadores e das instalações. Uma dessas questões refere-se às dívidas contraídas pela autarquia, que somam R$ 110 milhões.
Do total, mais de R$ 20 milhões são devidos à Viação Alpina, hoje pertencente ao Grupo da Auto Viação ABC, a qual operou na cidade na década de 1990, como prestadora de serviços para a ETCD. Um dos objetivos é fazer com que o débito pare de aumentar.
Em relação ao INSS, a dívida estimada é de R$ 25 milhões, referente ao período de 1997 a 2005, sendo que para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) são devidos entre R$ 9 milhões e R$ 10 milhões.
Segundo o prefeito Mário Reali (PT), todos os passivos adquiridos pela autarquia, criada em 1986 por Gilson Menezes (atual vice-prefeito pelo PSB), deverão ser assumidos pelo Paço e divididos no maior prazo possível. “As dívidas do INSS e da Alpina estamos negociando para pagarmos no maior parcelamento possível”, revelou.
Risco de despejo Não bastassem essas preocupações, a ETCD corre o risco de ser despejada da área na Vila Nova Conquista. A garagem, com 22 mil metros quadrados, está em terreno particular, cujo dono pediu reintegração de posse. Houve acordo na Justiça para a prefeitura devolver o espaço ao proprietário. “A questão da dívida com o terreno já fizemos acordo e iremos devolvê-lo ao proprietário assim que fecharmos a ETCD”, completou Reali. A reportagem apurou que o prazo para a autarquia deixar o local é julho. Depois disso, o dono pode até pedir a retirada à força.
Vencedora do certame, a Benfica ofereceu R$ 15,8 milhões, R$ 500 mil a mais que a Viação Umuarama, segunda colocada (R$ 15,3 milhões). A Viação Cidade Sorriso Ltda. ofereceu R$ 13,7 milhões, enquanto a Rodoviária Metropolitana Ltda. ofertou R$ 12,7 milhões. As três derrotadas terão até o dia 8 para recorrer da decisão da Divisão de Serviço de Compras e Licitações da prefeitura. Após o encerramento desse prazo, o Executivo tem cinco dias úteis para apresentar contrarrecurso antes de encerrar o certame.
*Com informações de Fernando Valensoela de Diadema do Diario Regional.   

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...