quarta-feira, 6 de julho de 2011

Volvo aumenta a competição no segmento de ônibus

São Paulo - A sueca Volvo foi a última concorrente do setor de veículos de transporte a anunciar seus planos para América Latina. Depois da Scania, do grupo Volkswagen (que também tem participação na MAN) e da Mercedes-Benz, a empresa informou que está entrando no segmento de ônibus semipesados. Para isso, vai investir US$ 10 milhões para lançar no Brasil o chassi B 270 F, o primeiro com motor dianteiro fabricado no Brasil.
A estratégia proporcionará à sueca um salto quádruplo em participação não só no mercado brasileiro, mas em toda a América Latina. "Para a Volvo, este lançamento representa um grande avanço, pois passaremos a competir em segmentos que juntos somarão aproximadamente 16 mil unidades anuais, ou seja, quatro vezes superior aos segmentos que atendemos até então", disse o presidente da Volvo Bus Latin América, Luís Carlos Pimenta.
Com operações no Brasil desde 1979, até então a Volvo atuava somente na categoria de ônibus "pesado", de chassi com motor traseiro e monobloco, o que movimenta 4 mil unidades por ano no mercado latino-americano.
O objetivo, segundo Pimenta, é aumentar o market share de ônibus pesado de 28% na América Latina em 3% e no Brasil, de 17% para 30%, ambos até o final deste ano.
A companhia diz que as instalações da fábrica, em Curitiba (PR) estão preparadas para atender o aumento da demanda que pode ser provocado com a produção deste chassi. A expectativa da multinacional sueca é comercializar 1,2 mil unidades por ano e participar de 10% do mercado no segmento.
A empresa estima crescimento contínuo da demanda pelo modelo e pretende, em 2013, fabricar 3 mil unidades anuais. A pré-venda, antes mesmo de os chassis serem produzidos, já chegou até 200 unidades.
A fabricante também afirma que garante financiamento para a compra dos veículos, com o banco da empresa o Volvo Financial Services, credenciado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES ).
Além disso, oferecer vários produtos financeiros como linhas do Finame, Crédito Direto ao Consumidor e Consórcio a Volvo. Os prazos de financiamento, dependendo da modalidade, podem variar entre 60 meses e 100 meses.
A empresa diz que aperfeiçoou o atendimento pós-venda, para revisões, garantias e manutenção, criando a Linha Azul, autorizadas com mais especialização e maior estrutura para o produto ônibus.
Segundo a Volvo, o mercado de ônibus com motor dianteiro é formado por 60% de veículos urbanos e 40% de rodoviários e fretamento.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...