quarta-feira, 8 de maio de 2013

Órgão retira ônibus do Transcol de circulação no Espírito Santo

Coletivos estavam com pneus carecas e problemas nos freios.
Fiscais do Ministério Publico do Trabalho estiveram na garagem da Satélite.
Pelo menos 14 ônibus da viação Satélite foram retirados de circulação devido a irregularidades encontradas durante uma vistoria do Ministério Público do Trabalho (MPT), na manhã desta terça-feira (7), na garagem da viação, em Cariacica, na Grande Vitoria. A denúncia partiu dos motoristas. os fiscais encontraram ônibus com pneus carecas e freios que não funcionam. A empresa informou que os veículos passam por fiscalização frequente e há manutenção preventiva. Informou ainda que, assim que receber a notificação, vai realizar os ajustes necessários.
Em setembro do ano passado, o motorista Wellington de Freitas, de 51 anos, foi atropelado pelo ônibus que trabalhava, em Cariacica, devido a problemas no freio de mão. Em janeiro deste ano, Wenderson Cardoso, de oito anos, morreu após ser atropelado por um ônibus do Transcol quando o motorista dava marcha ré. Policiais civis constataram a falta de itens de segurança no ônibus.
A fiscalização do MPT começou na madrugada desta terça-feira e durou mais de duas horas. Muitos dos problemas encontrados colocam em risco diretamente a vida dos trabalhadores: cadeiras soltas, painel que não funciona, pneus carecas e problemas nos freios. Em um dos ônibus, o motorista mostrou que o freio de mão é acionado, mas não pára o veículo.
saiba mais
Os fiscais também encontraram coletivos que saem da empresa imundos e com lixeiras abarrotadas, além de problemas na estrutura da garagem, como falta de iluminação e sinalização, banheiros sujos, quebrados e sem água.
"Recebemos a denúncia de um grupo de trabalhadores e viemos conferir. Não imaginávamos encontrar uma situação tão grave. Muitos equipamentos não funcionam: tacógrafo, velocímetro, luzes e sinais de ré, setas, a maioria dos ônibus circula com três portas abetas, o que coloca em risco tanto o trabalhador quanto o usuário do sistema", afirma o procurador Estanislau Tallon Bozi, do Ministério Público do Trabalho.
O MPT retirou de circulação 14 ônibus e pediu que a empresa os encaminhasse para manutenção. O procurador informou que será feito um relatório das constatações feitas na vistoria e, com ele em mãos, serão analisadas as medidas administrativas e judiciais que deverão ser tomadas.
A Ceturb informou que vistoria três vezes por ano os ônibus do sistema Transcol, entre eles os da Viação Satélite. É feita fiscalização nos terminais, vistorias na garagem e qualquer irregularidade encontrada é comunicada. e a empresa é multada.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...