quarta-feira, 8 de maio de 2013

PF pede ajuda a países vizinhos para controlar frota de ônibus da JMJ

Quantidade total de veículos a caminho do Rio ainda é desconhecida. Prefeitura estima 20.000 coletivos, que terão de ser estacionados em outros municípios. PF teme sobrecarga nos postos de fronteira às vésperas do evento
“A igreja tem uma expectativa de participantes cada país. Mas não podemos trabalhar com expectativa. Hoje, tenho um dado pouco preciso. Já ouvi que 10 mil e 40 mil ônibus com peregrinos chegariam no país para o evento Por isso, solicitei os dados. A maior preocupação é chegarem dezenas de ônibus ao mesmo tempo", afirma o delegado federal Felipe Tavares Seixas, coordenador de Segurança em Grandes Eventos da Polícia Federal
As incertezas sobre o volume de público e os meios de transporte que serão usados pelos participantes da Jornada Mundial da Juventude (JMJ 2013) são um desafio para os organizadores. E um aspecto, em especial, preocupa a Polícia Federal. Até o momento, não se sabe ao certo o total de ônibus que chegarão ao Rio. A certeza é apenas de que não há espaço para tantos coletivos na cidade nem nas áreas próximas dos locais de eventos. Temendo uma invasão de ônibus com peregrinos a PF acionou adidos policiais na Argentina, no Paraguai, na Bolívia, no Peru, no Uruguai e na Colômbia. Eles receberam a missão de ir a igrejas e autoridades locais para descobrir quantos ônibus sairão de cada país e quando os veículos chegarão aos postos de fronteira do Brasil.
A estimativa da prefeitura do Rio é de que 20.000 ônibus cheguem ao Rio – o que significa algo perto de 800.000 participantes, se for considerada a lotação de 40 pessoas por coletivo. Mas ainda há dados contraditórios e pouca precisão nas informações que chegam oficialmente aos encarregados da segurança da JMJ. “A igreja tem uma expectativa de participantes de cada país. Mas não podemos trabalhar com expectativa. Hoje, tenho um dado pouco preciso. Já ouvi que 10 mil e 40 mil ônibus com peregrinos chegariam no país para o evento Por isso, solicitei os dados. A maior preocupação é chegarem dezenas de ônibus ao mesmo tempo. A gente sabe que o público que vem para o evento é ordeiro, mas ao mesmo tempo são jovens que podem ficar insatisfeitos com atrasos”, explica o delegado federal Felipe Tavares Seixas, coordenador de Segurança em Grandes Eventos da Polícia Federal.
“Vamos ter mais gente para dar conta do serviço sem reduzir a segurança. Teremos aumento do efetivo do controle migratório e da própria fronteira”, afirma Seixas. De acordo com o delegado, o objetivo é evitar demora excessiva, filas de ônibus e eventuais tumultos nos locais de atendimento.
Por que se inscrever?
A inscrição na Jornada Mundial da Juventude possibilita ao católico o acesso aos serviços da cidade do Rio. Dependendo do tipo de pacote escolhido, o fiel receberá vale-transporte, alimentação e hospedagem. Quem participar oficialmente do evento terá acesso, em algumas ocasiões, a áreas reservadas, que permitem ficar mais perto do papa, como na praia de Copacabana e em Guaratiba. Também haverá celebrações em que só os cadastrados poderão participar, como as catequeses. A inscrição deve ser feita no site oficial da Jornada: www.rio2013.com

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...