terça-feira, 22 de outubro de 2013

Dourados terá frota de ônibus coletivo substituída em 2014

Com o novo modelo de transporte público, 25% dos ônibus serão novos ou, no máximo, com cinco anos de uso
Usuários do transporte coletivo terão que se adaptar ao novo modelo de serviço que começa a ser implantado por etapas a partir de julho de 2014 (Foto: Marcos Ribeiro)
A frota de ônibus do transporte coletivo de Dourados será substituída por veículos novos ou no máximo com cinco anos de uso. Com o novo modelo de transporte coletivo, cuja primeira etapa deve começar a ser implantada pela prefeitura a partir de 1º de julho de 2014, pelo menos 25% da frota será nova.
A informação é do secretário municipal de Serviços Urbanos, Luís Roberto Martins de Araújo durante audiência pública realizada na manhã de ontem no auditório da 4ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O objetivo do evento foi apresentar à comunidade o projeto final do novo modelo de transporte coletivo urbano para Dourados.
Na primeira etapa de implantação do projeto, serão 56 ônibus para atender a demanda.
O arquiteto e urbanista Edson Marchioro, da empresa de arquitetura e urbanismo do Rio Grande do Sul, contratada pela prefeitura através de licitação para elaborar o estudo, explica que o atual modelo ‘radial’ (centro - bairro - centro), será substituído pelo sistema troncal, no qual a grande maioria dos ônibus não chega até o centro da cidade porque haverá integração nas estações principais de transbordo.
Ele lembra que essa implantação terá que ser por etapas para que os usuários não sintam tanto o impacto. Serão implantados estações de transbordo em vários locais, de acordo com o estudo apresentado.
Na primeira etapa serão instaladas a estruturação do eixo Leste-Oeste através da adequação do corredor de ônibus da Avenida Marcelino Pires. Na sequência vem a implantação das estações principais de integração Leste-Oeste, além das estações de transferência principais e secundárias.
Conforme o projeto, nesta primeira etapa também serão implantados os sistemas de operação da linha troncal Leste-Oeste, linhas distritais e linhas urbanas.
De acordo com o secretário Luís Roberto Martins de Araújo, o próximo passo é abrir o processo de licitação, possivelmente em novembro, para contratação da empresa que vai explorar o serviço em Dourados.
De acordo com o secretário, o objetivo da mudança de toda a estrutura do transporte coletivo visa melhorar a qualidade de vida da população, diminuindo o tempo dos usuários dentro de um ônibus, melhorar a política tarifária e aumentar o número de usuários.
O atendimento das linhas segue o Plano Diretor Municipal quanto ao raio de abrangência de 300 metros a partir das vias por onde passa a rede proposta, de modo a favorecer o deslocamento de pedestres para o acesso ao sistema.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...