sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Suzantur deve assumir todas as linhas de Mauá

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

Denis Maciel/DGABC
Até o fim do mês, a Suzantur deverá assumir todas as 43 linhas de ônibus municipais de Mauá. A empresa foi contratada emergencialmente pelaPrefeitura depois que as duas concessionárias que detinham o direito da operação – Leblon e Viação Cidade de Mauá – tiveram os contratos rompidos pelo poder público. Ambas foram declaradas inidôneas por supostas irregularidades no sistema de bilhetagem eletrônica.
No fim de dezembro, a administração deu ordem para que a Suzantur assumisse todos os serviços do Lote 2, que antes eram de responsabilidade da Leblon. A área é composta por 19 itinerários, o equivalente a 40% do total. O repasse mensal é de cerca de R$ 165 mil. Quando a viação operar em 100% da cidade, o valor saltará para cerca de R$ 400 mil.
Segundo o secretário de Governo da cidade, Edílson de Paula, a empresa contratada emergencialmente já recebeu notificação para mobilizar a frota para começar, em prazo de 90 dias, a circular nos outros 24 trajetos do município. “A Suzantur já cumpriu esse prazo no Lote 2. A expectativa é de que até o fim de janeiro ou início de fevereiro tenhamos a situação resolvida no Lote 1.”
Para Edílson, o transporte na cidade passa por momento de transição. “Tivemos a preocupação de oferecer serviço com padrão de qualidade que não fosse inferior ao que estava sendo prestado.” O titular da Pasta garante que a troca das operadoras é bem-vista pelos passageiros. “A população não sentiu nenhuma alteração negativa. Pelo contrário. A empresa aumentou a frequência dos ônibus e colocou em circulação veículos mais novos do que os que estavam nas ruas.”
O secretário diz estar tranquilo em relação ao impasse judicial envolvendo as operadoras do sistema (leia ao lado). “Estamos respeitando decisões judiciais. Acreditamos que vamos ficar vitoriosos.”
Empresas brigam na Justiça há 5 anos
A briga entre empresas para prestação do transporte municipal em Mauá se arrasta desde 2008, quando a Prefeitura, ainda na gestão Leonel Damo (PMDB), lançou a licitação do serviço. Depois de diversas contestações no Judiciário, a Leblon foi classificada como vencedora do certame para o Lote 2, iniciando a operação no fim de 2010, quando o prefeito era o petista Oswaldo Dias. Também participaram da concorrência as companhias Transmauá e Estrela de Mauá, que chegou a circular pela cidade em conjunto com a Leblon no ano passado.
Em outubro, a administração do prefeito Donisete Braga (PT) declarou que Leblon e Viação Cidade de Mauá – operadora do lote 1 – eram inidôneas. A decisão ocorreu após denúncias de invasão das empresas à contabilidade do sistema de bilhetagem eletrônica. No mesmo mês, foi assinado contrato emergencial com a Suzantur, que também já foi contestado pelo Poder Judiciário. A Prefeitura, no entanto, conseguiu derrubar liminares que eram favoráveis à manutenção das outras duas prestadoras de serviço. 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...