sábado, 19 de abril de 2014

Em Niterói/RJ,Mais conforto para os passageiros após reajuste na tarifa

Ao todo, 50 novos veículos serão colocados em circulação no próximo mês, todos com ar-condicionado. Investimento será de aproximadamente R$ 17 milhões
Após reajuste na tarifa dos ônibus municipais de Niterói, a Prefeitura decretou que todos os coletivos da cidade devem ter ar-condicionado, e deu prazo até dezembro de 2016 para que 80% da frota esteja de acordo com a imposição. Sendo assim, as empresas já começaram a providenciar os novos veículos e 50 novos ônibus serão inseridos em maio deste ano. O investimento será de aproximadamente R$ 17 milhões. A expectativa é que pelo menos 100 novos estejam em circulação até o final de 2014.
De acordo com João Carlos Teixeira, presidente no Consórcio Transoceânico e Sócio da empresa Pendotiba, a frota de Niterói é uma das mais modernas do Brasil. Segundo ele 20% da frota de ônibus é renovada por ano.
“Em 2013 foram investidos R$ 50 milhões em renovação de frota. Os ônibus de Niterói são acessíveis, os veículos são modernos, poluem pouco o meio ambiente, possuem bom motor, etc. A expectativa é que o investimento financeiro seja ainda maior esse ano, já que os veículos com ar-condicionado são mais caros”, afirmou.
Os novos ônibus contam também com biometria, com o intuito de ter maior controle de quem usufrui da gratuidade, e para dimensionar a frota.
“Há uma necessidade do município de controlar a gratuidade, para que possa prestar contas de forma mais correta. Precisamos também avaliar a demanda desses usuários e lançar um perfil, de qual horário utilizam mais o ônibus, para onde vão, para que possamos dimensionar a frota, saber o horário e dia que colocamos mais ônibus em circulação e ações desse tipo”, explicou o vice-presidente da TransNit e diretor da empresa Brasília, Marco Henrique.
O recadastramento biométrico está sendo realizado desde o ano passado e vai até o dia 31 de maio. Estudantes, idosos e pessoas especiais que usufruem da gratuidade, que já realizaram o recadastramento, já utilizam o serviço no ônibus. Questionados sobre a população que não tem a impressão digital, os responsáveis responderam que em casos excepcionais, apenas o cartão da gratuidade será o suficiente. Eles afirmaram ainda que o processo de leitura da digital ainda está se iniciando.
João Carlos Teixeira falou ainda sobre a existência de local para trocador nos novos ônibus. De acordo com ele, isso não é uma exigência feita pela Prefeitura, e que portanto, alguns ônibus contarão com trocadores e outros contarão apenas com o motorista. 
“Não estou dizendo que o trocador não exerce uma função importante, mas com o validador (máquina que passa o cartão), a tendência é que cada vez menos pessoas paguem com dinheiro. O embarque no ônibus é um dos maiores problemas em questão de agilidade, e a recomendação é que as pessoas utilizem o cartão”, disse.
Marco Henrique completou a fala de João Carlos, afirmando que existem linhas que têm 80% do pagamento em cartão, e que considera-se a ideia de colocar ônibus com duas roletas, para que o embarque seja mais rápido. 
O FLUMINENSE

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...