quinta-feira, 24 de abril de 2014

Ônibus queimados levam empresas a lançar comercial contra vandalismo

Mote da campanha é: 'Ônibus queimado não leva a lugar nenhum'.
Sindicato de SP quer incentivar população e usuários a denunciar ataques
'Ônibus queimado não leva a lugar nenhum', diz campanha que incentiva a denúncia (Foto: Divulgação)
Alvo de manifestações e protestos, ônibus têm sido queimados e destruídos com frequência em São Paulo. O prejuízo provocado pelos ataques levou as empresas de ônibus a criar uma campanha de conscientização contra o vandalismo no transporte público.
Com o mote “ônibus queimado não leva a lugar nenhum”, a campanha estreia nesta quinta-feira (24) na TV aberta e será veiculada até o final de maio em toda a região metropolitana de São Paulo.
saiba mais
O mote da ação patrocinada pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros de São Paulo (SPURBANUSS) é: “Ônibus queimado não leva a lugar nenhum”.
A propaganda criada pela agência Rae,MP mostra passageiros dentro de um ônibus, parado em um ponto, mas sem sair do lugar do lugar porque está completamente destruído. Assista ao vídeo
Trinta e cinco ônibus foram incendiados em Osasco
no dia 22 (Foto: Marcos Bezerra/Futura Press)
No segundo semestre de 2013, mais de 50 ônibus de diversas linhas em toda a cidade de São Paulo foram incendiados e totalmente destruídos. Segundo o sindicato, somente no primeiro trimestre deste ano, cerca de 50 ônibus já foram alvos de ações de vandalismo.
"Tal ato não soluciona qualquer indignação da população; ao contrário, a ação só prejudica as pessoas que dependem do transporte público, seja para ir e voltar do trabalho, para ir ao médico ou cumprir com outros compromissos firmados", diz o material de campanha da propaganda.
Segundo o presidente do SPURBANUSS, Francisco Christovam, a campanha foi idealizada para que a população reflita a respeito dos "atos de selvageria", preserve o transporte público e denuncie. “As ações de vandalismo contra os ônibus criam uma situação complicada. Em vez de renovar a frota, as empresas acabam tendo de investir na aquisição de ônibus para repor aqueles veículos que foram perdidos, com as ações nos protestos", disse.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...