quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Mauá vai receber 42 ônibus 0km até o fim deste mês


Fábio Munhoz/Do Diário do Grande ABC
Até o fim deste mês, 42 novos ônibus zero-quilômetro entrarão em circulação em Mauá. A previsão é que a entrega seja feita no dia 28. Os coletivos foram adquiridos por cerca de R$ 15 milhões pela Suzantur, empresa responsável pela operação do Transporte municipal. Outros 15 veículos serão colocados nas ruas em outubro, totalizando 57 carros.
Do total, serão 15 ônibus convencionais e dois do tipo trucado, cujo comprimento chega a 15 metros – três a mais que os tradicionais. Além disso, a cidade receberá dez micro-ônibus e 30 de tamanho intermediário, os chamados midi. Os chassis estão sendo fabricados pela Volkswagen/Man. Já as carrocerias estão sendo produzidas pelas empresas Comil, Caio e Mascarello.
O proprietário da Suzantur, Claudinei Brogliato, informa que a nova frota se somará a 13 ônibus zero-quilômetro que foram colocados recentemente em circulação. “Com isso, são 70 veículos, o que equivale a cerca de 30% do total que iremos colocar nas ruas até o fim do ano”, destaca o empresário.
O contrato, assinado no mês passado, prevê que a concessionária deve disponibilizar 248 carros para atender às 49 linhas municipais. O restante dos coletivos será incorporado à frota de forma gradativa.
A previsão é que a Suzantur assuma nas próximas semanas todos os itinerários do município – dos 49, 17 ainda estão sob responsabilidade da Viação Cidade de Mauá, antiga operadora que foi descredenciada após ser considerada inidônea em razão de supostas fraudes no sistema de bilhetagem eletrônica. A Suzantur opera na cidade desde outubro, mas, até então, funcionava por meio de contrato emergencial. Pelo novo modelo, o município não será mais dividida em dois lotes. Até 2013, a Viação Cidade de Mauá atuava em conjunto com a Leblon, companhia que também foi excluída pelo mesmo motivo.
OUTROS INVESTIMENTOS
De acordo com o contrato com a Prefeitura, a Suzantur terá de instalar 300 abrigos de ônibus na cidade. O tamanho da frota será aumentado em quase 20%. Até então, o município contava com 210 ônibus. Todos os coletivos a serem colocados em circulação têm de ser zero-quilômetro e devem oferecer acessibilidade para deficientes físicos. Os carros precisam possuir tecnologia para rastreamento por GPS e câmeras de vigilância.
Para obter o direito de operar, a companhia terá de pagar ao município outorga onerosa no valor de R$ 6,2 milhões. Metade do montante teve de ser depositado à vista, enquanto o restante poderá ser parcelado em até 24 meses.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...