terça-feira, 17 de março de 2015

App colaborativo fiscaliza a segurança dos ônibus brasileiros

“Fiscal a bordo” incentiva cidadãos a denunciarem irregularidades e imprudências.
Muitas vezes, quem busca uma viagem tranquila e segura de ônibus acaba vivendo um verdadeiro pesadelo. Velocidade acima do permitido, manobras imprudentes e veículos mal conservados são algumas das principais queixas dos passageiros, que sentem-se desprotegidos e descontentes com os serviços prestados pelas empresas de transporte.
Mas um aplicativo criado por três jovens brasileiros pode ajudar a mudar esse cenário. Chamado de “Fiscal a Bordo”, ele indica a velocidade em que o ônibus está se deslocando. Caso esteja acima do limite permitido na via, é possível realizar uma denúncia com apenas dois toques na tela. O app também possibilita registrar a insatisfação com o serviço, indicando falta de higiene, falta de cinto de segurança, superlotação e ônibus quebrado.
Lucas Montano, 25, formado em Sistemas de Informação, é um dos criadores do app. Conversamos com ele sobre esta iniciativa:
De onde surgiu a inspiração para criar o projeto? E quanto tempo ele levou para sair do papel?
A inspiração veio ao escutar em uma rádio a notícia de um acidente de ônibus em Glorinha (Rio Grande do Sul). O aplicativo foi desenvolvido em quatro dias e colocado no ar em seis dias após a idealização.
Qual foi a principal motivação para levar a ideia adiante?
A motivação foi muito grande no início, nós queríamos ajudar os passageiros a denunciar o excesso de velocidade – e a confirmação desta necessidade veio, infelizmente, no decorrer de mais acidentes de ônibus.
Você acredita que a colaboração e a participação dos cidadãos em iniciativas como o Fiscal a Bordo pode efetivamente ajudar a reduzir acidentes e imprudências?
Sim, o principal objetivo do projeto não é a exposição negativa das empresas, mas sim a motivação das pessoas em cobrar por um serviço melhor e pela segurança. Nós queremos criar um canal de comunicação entre os passageiros e as empresas de transporte.
Como você avalia a repercussão e participação das pessoas no projeto até agora?
A repercussão foi bem grande no início, alcançamos 500 usuários em dois dias, mas conforme o assunto foi saindo de pauta dos jornais, a procura pelo aplicativo caiu. Estamos estudando maneiras de fazer com que as pessoas continuem motivadas a continuar denunciando. Novidades no aplicativo estão por vir.
É uma ideia muito bacana, não?
Se você quer compartilhá-la e fazer a sua parte por um trânsito mais seguro, acesse o site do projeto.
O aplicativo está disponível para Windows Phone, iOS e Android.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...