quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Prefeito anuncia extinção de concessão das empresas de ônibus sob intervenção e anuncia nova licitação para o setor...

Extraído de: Prefeitura de Pretópolis

O prefeito de Petrópolis, Paulo Mustrangi, ao lado do secretário Chefe de Gabinete, Carlos Abenza; do Procurador do Município, Henry Grazinoli; e do presidente da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans), Orlindo Pozzato, concedeu entrevista coletiva à imprensa na tarde de hoje, 27 de setembro, para anunciar a extinção do contrato das empresas de ônibus sob intervenção Autobus, Esperança e Petrópolis e abertura de licitação para concessão do serviço de transporte coletivo do município. A medida foi tomada a partir do relatório conclusivo da intervenção, que também será encaminhado ao Ministério Público e ao Tribunal do Contas do Estado (TCE).
O decreto de extinção dos contratos será publicado amanhã (terça-feira) no Diário Oficial do Município. Entre as questões verificadas no relatório de intervenção das empresas está a frota vencida, e a falta de condições econômicas e financeiras destas empresas para prestar um serviço de qualidade à população.
Durante o processo de licitação, os interventores continuarão nas empresas de ônibus para que o sistema não pare, mas é importante ressaltar que a população ainda precisará ter calma, já que a renovação de frota e a implantação do novo sistema de transporte ocorrerão com o fim do processo de licitação.
"É importante todos entenderem que a intervenção se deu em abril, porque detectamos que no prazo de 15 dias as empresas entrariam em colapso, iriam parar. Encontramos uma situação de inadimplência nas empresas, pagamentos de FGTS, de salários e de fornecedores atrasados, frota sucateada e vencida. O contrato das empresas foi renovado em 2006, por 10 anos, sem a realização de licitação ou exigência de renovação de frota e melhoria do serviço prestado. Foi por isso que chegamos a esse caos que a população está sofrendo hoje. Essa foi uma decisão difícil de ser tomada, envolveu questões técnicas, administrativas e todo um trabalho de apuração por parte dos integrantes da comissão de inquérito responsável pela apuração dos fatos nas empresas. Chegamos a esta decisão porque a população precisa de um transporte decente, com uma tarifa justa. Queremos que o povo tenha acesso a um transporte de qualidade e que o próximo prefeito possa receber uma boa herança no setor, e não essa situação caótica que eu herdei", declarou o prefeito Paulo Mustrangi.
Novo sistema de transporte funcionará em Petrópolis
Com o novo sistema de transporte que será implantado no município, que envolverá um esquema de freqüência de ônibus (em vez de horário como ocorre atualmente); implantação de linhas interbairros e pontos de transferência para descentralização dos ônibus e redução do trânsito no Centro, Petrópolis voltará a ter um sistema de transporte de qualidade.
"O processo licitatório já está sendo preparado. É uma licitação complexa que envolve o reestudo que a CPTrans está fazendo para melhorias no sistema e para que não ocorra monopólio, já que a diferença será no serviço prestado. Assim, o próprio usuário vai decidir o melhor serviço para ele. As empresas que estão fora da intervenção também vão ter que se adaptar à nova realidade que está por vir. Vamos valorizar os corredores dos bairros para que as pessoas possam se deslocar com mais conforto e segurança. Este processo só tende a avançar. Petrópolis é uma cidade conhecida mundialmente e precisa de um transporte eficiente para a população e para os turistas, principalmente nesse momento em que se aproximam os jogos olímpicos.", declarou o prefeito.
Bilhete eletrônico é a chave do novo sistema
O atual governo municipal iniciou o processo de mudança no sistema de transporte no ano passado com o fim do confinamento no Terminal Alto da Serra, seguido da implantação do bilhete eletrônico e da abertura do Terminal Centro.
A implantação do bilhete eletrônico permitiu, de forma pioneira, a integração aberta - fora dos terminais. Essa medida foi de tal importância que está sendo peça chave para a mudança que ocorrerá no sistema de transporte. A partir do bilhete eletrônico, está sendo possível constituir uma planilha do itinerário do usuário do sistema de transporte coletivo.
"O usuário será levado de forma confortável e rápida para onde ele precisa ir. Hoje a pessoa precisa vir ao Centro para se deslocar para outro bairro, perdendo tempo e sendo um itinerário desnecessário. Isso vai deixar de existir", declarou o prefeito Paulo Mustrangi.
Medidas no trânsito vão acompanhar melhorias no transporte
Para que o novo processo do sistema de transporte seja efetivo, ele precisa ser acompanhado de mudanças no trânsito. A CPTrans vem reestruturando o trânsito do município, que acabou sofrendo grandes complicações após o estreitamento da Rua do Imperador sem a preparação de outras vias, a redução do número de vagas de rotativos e com a falta de medidas efetivas para melhoria do trânsito ao longo dos anos.
Medidas pontuais estão sendo realizadas para amenizar os problemas de trânsito e estas só estão no início, já que por anos a cidade ficou sem investimentos, ações e projetos para o setor. Por isso, a CPTrans vem realizando estudo que incluem a retirada dos quebra-molas em substituição das lombadas eletrônicas, áreas de escape para reduzir as retenções no trânsito que é o projeto Faixa Livre que será implantado em todo o município.
A volta da mão dupla nas principais vias do município como ocorreu com a Avenida Ipiranga e será realizada na Rua Silva Jardim, Rua Washington Luís, entre outras vias, a realocação dos radares também faz parte do processo de reestruturação do trânsito. Faixas exclusivas para ônibus serão implantadas, sendo o primeiro teste no início do próximo mês na Rua Souza Franco (conhecida como Rua da Feira), assim como novas vagas de estacionamento rotativo.
A CPTrans otimizou a parada dos ônibus colocando as linhas de um mesmo corredor no mesmo ponto ou próximo a ele, e dentro de seu percurso. Essa medida, além de facilitar a vida dos usuários, também reduziu o trânsito das ruas no entorno do Terminal Centro. Com a mudança, a CPTrans já conseguiu reduzir em 165,770 Km/dia o percurso das linhas nas ruas do entorno do Terminal Centro.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...