quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Rapidez é fator de escolha no transporte

Do site Redação Webtranspo: Escrito por Elizabete Vasconcelos - Foto: Adamo Bazini (Creative Commons)
Maioria diz estar descontente com o sistema...
Mais de 35% dos brasileiros consideram que um bom transporte precisa ser rápido. Talvez seja este o motivo pelo qual mais de 50% das pessoas não utilizam o transporte público no País.
Segundo dados de uma pesquisa do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) – que ouviu 2.770 pessoas - sobre a percepção do usuário quanto à mobilidade, apenas 44,3% dos entrevistados afirmaram ter o transporte público como seu principal meio de deslocamento. A região com maior uso do sistema é a Sudeste, com 50,7%. Já a Nordeste é a que menos utiliza, apenas 37,5%.
Em compensação, a procura por transporte individual tem crescido em todo o território nacional. Em dez anos, por exemplo, a frota de automóveis e motocicletas cresceu 83,5% e 284,4%, respectivamente.
“Em 2000, os automóveis eram 62,7% do total de veículos do Brasil. As motos eram 13,3%. Agora, os automóveis são 57,5%, contra 25,2% das motocicletas”, constata Marcio Pochmann, presidente do Ipea.
O executivo destaca também que “houve crescimento na frota de transporte público, mas não na mesma proporção”. Tanto é que na mesma base de comparação, a frota de microônibus aumentou 115,3%, já a de ônibus 70,6%. Mesmo assim, “hoje, há um ônibus para cada 427 habitantes, em 2000, o índice era de um para cada 649 pessoas”.
Para Pochmann, fazer com que a população identifique o transporte público como mais rápido, seguro e com preço justo é um fator que pode reverter este cenário. “É preciso políticas públicas, a população tem interesse em usar o transporte público”, disse, se referindo a números da pesquisa que mostram que 20,8% dos entrevistados migrariam para o sistema se o mesmo fosse mais ágil.
Entretanto, o mesmo quesito aponta que 24,1% da população afirmam que por nenhum motivo deixariam o meio de transporte atual. Este índice foi maior nas regiões Centro-Oeste (32,5%) e Sul (32,3%).
Insatisfação
Quando a questão é a satisfação dos usuários com o transporte público, apenas 29% dos entrevistados o consideram bom (26,1% afirmaram que o sistema é bom e 2,9% disseram achar muito bom). Em compensação 39% dos passageiros estão insatisfeitos – 19,8% avaliam como muito ruim e 19,2% como ruim.
Por região, os sulistas são os mais otimistas: 44,9% da população avaliam o transporte público positivamente. Já os passageiros do Sudeste são os que mais identificam problemas no sistema: 45,9% apontam como ruim ou muito ruim.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...