segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Breda pode mesmo ter comprado a Pássaro Marrom

Funcionários da Pássaro Marrom receberam ontem a informação de que a partir do próximo dia 1º outra empresa assumirá a direção dessa que é uma das mais antigas, se não a mais antiga empresa de transporte rodoviário do Vale do Paraíba. Seria a Breda a compradora da Marrom. Esta empresa pertence ao grupo da Gol Linhas Aéreas, de propriedade de Joaquim Constantino Júnior.
Nos escritórios da Breda e nos da Pássaro Marrom, assim como nas garagens, não se falou noutra coisa nos últimos dias. Ontem, finalmente, funcionários da Marrom souberam que no início do mês mudarão de patrão e serão empregados da Breda. Não se sabe se haverá demissões, mas já se fala em PDV- Plano de Demissões Voluntárias- e grande número de trabalhadores está inseguro.
Esta semana, o Diário de Taubaté entrou em contato com o grupo Serveng-Civilsan/ Pássaro Marrom para perguntar sobre a negociação. Um dos assessores do staff do comendador Pélerson Soares Penido, Gérson Ogger, desmentiu as negociações. Já a “rádio peão” dá conta de que a Marrom representa apenas 3% do faturamento do grupo, que agora estaria mais interessado em obras públicas. Haja vista que a Serveng Civilsan é uma das componentes da CCR, Concessionária na NovaDutra.
O grupo Breda pertence a Joaquim Constantino Júnior, que tem mais de 6 mil ônibus e cerca de 30 empresas em pelo menos sete Estados do Brasil, inclusive no Distrito Federal, onde detém as linhas que servem as cidades satélites. O patrimônio familiar dos Constantino já ultrapassaria R$ 1 bilhão.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...