sábado, 20 de agosto de 2011

Em crise, empresa Riograndense suspende serviços na linha de ônibus 45

A empresa Riograndense, uma das mais antigas do ramo do transporte público de Natal, não está mais operando na linha de ônibus 45, que faz o trajeto Brasília Teimosa - Campus da UFRN. Problemas financeiros relacionados à diminuição de receita e bloqueio de verbas devido a passivos trabalhistas resultaram na entrega da linha, que agora está sendo operada pela empresa Santa Maria. Seturn e Semob vão definir se a empresa vai continuar cumprindo as outras duas linhas, a 28 (Nova Natal - IFRN) e 03 Nova Natal - Campus da UFRN). 
Com alguns problemas relacionados ao pagamento de ações trabalhistas, a Riograndense teve parte dos recursos bloqueados por decisão da Justiça. Hoje, inclusive, houve reunião entre o sindicato dos empresários, dos rodoviários (Sintro) e Justiça do Trabalho para discutir a situação dos funcionários da empresa. No encontro, foi agendada nova reunião para o dia 30 de agosto, onde serão apresentadas alternativas com relação aos motoristas e cobradores que seguem com vínculo com a Riograndense.
De acordo com o diretor de comunicação do Seturn, Augusto Maranhão, a crise que a empresa foi vítima foi também causada pela ação de clandestinos junto às linhas operacionalizadas pela Riograndense. A concorrência com os transportes ilegais, de acordo com Augusto Maranhão, fez com que houvesse drástica diminuição de receita e, por isso, a crise ficou ainda mais séria para a empresa. No entanto, o sindicalista afirma que ainda será discutido o futuro das outras linhas cumprida por ônibus da Riograndense.
"Teremos uma reunião no dia 24 e vamos ver se a empresa tem condição de continuar operando nas outras duas linhas. Se não tiver, vamos discutir como será a cobertura, quais empresas farão o itinerário", disse.
Atualmente, a linha 45 atende a quase 5 mil pessoas por dia. As outras duas linhas da empresa, a 03 e 28, atendem aproximadamente 13,5 mil pessoas diariamente. "O transporte não vai parar", garantiu Augusto Maranhão.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...