segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Grupo faz reclamação coletiva contra a Cometa

                    Henrique Ramalho/Agência BOM DIA
Atrasos, frota mal conservada, falta de higiene e vários outros problemas foram sendo relatados em uma rede social na internet. Grupo reuniu as reclamações e entrou com processo no Procon de Jundiaí. 
Aline Pagnan_Agência BOM DIA
Ônibus da Viação Cometa é mal avaliado, mas empresa nega falhas na prestação do serviço
Mais de 60 usuários da Viação Cometa entraram no Procon com uma reclamação coletiva contra a empresa por má prestação do serviço. Os usuários, que utilizam o serviço todos os dias para ir de Jundiaí a São Paulo, começaram a postar as reclamações em uma rede social e, a partir daí, foi montado um relatório com os problemas que foi entregue ao órgão de defesa do consumidor. Entre os principais pontos destacados estão o atraso, a frota mal conservada, falta de higiene nos ônibus e não parar para pegar os passageiros em pontos na rodovia.
“A gente acaba vendo e vivendo algumas situações complicadas. Cada usuário foi colocando no Facebook as reclamações e então resolvemos nos unir para procurar nossos direitos”, explicou Giovanni Guerra, coordenador estadual de produtos e serviços da Facesp (Federação de Associações Comerciais do Estado de São Paulo). Desde que se mudou para Jundiaí, em 2006, ele utiliza os ônibus da Viação Cometa todos os dias.
Depois de várias reclamações postadas nos últimos cinco meses, Giovanni reuniu os descontentes e o grupo decidiu procurar o Procon. “Fomos orientados sobre o que deveríamos fazer. Recebi procuração de dez pessoas para representá-las”. Mais três procurações foram emitidas, totalizando 61 reclamantes.
O coordenador do Procon de Jundiaí, Antônio Augusto Giaretta, afirmou que a empresa foi procurada no dia em que a reclamação foi protocolada e, num primeiro momento, respondeu que nenhuma das alegações eram verdadeiras. “Fui procurado pelos usuários e os orientei quanto aos seus direitos. Como sempre, a atitude das empresas na primeira resposta é contestar todas as reclamações, mas demos andamento na reclamação e uma audiência foi marcada”. A audiência conciliatória está agendada para o próximo dia 6. “Nesta data, a empresa poderá apresentar propostas e podemos fechar um acordo entre os usuários e a Viação Cometa”.
“A gente já teve situação em que os usuários precisaram descer para empurrar o ônibus, que tiveram de viajar ao lado do banheiro em más condições de higiene, ou ficaram na estrada porque o ônibus quebrou”, comentou Giovanni, que afirmou estar disposto a manter o processo caso a empresa não melhore as condições do serviço.
De acordo com Giaretta, se a empresa aceitar o acordo no dia da audiência, os próprios usuários serão os fiscais e voltarão ao órgão se algo não for cumprido. “Mas no caso de a empresa não propor nenhum acordo, nós teremos que enviar o processo à Fundação Procon em São Paulo porque a sede da empresa é na Capital”. A partir daí, explicou Giaretta, caberá à fundação fiscalizar a empresa, que poderá ser multada entre R$ 400 até R$ 6,2 milhões. “Além disso, os usuários serão orientados a tirar uma cópia do acordo que não foi cumprido e ingressar no Juizado Especial Cível”.
Cometa aponta investimentos em frota
A empresa informou em nota que neste domingo (21), 20 novos ônibus foram disponibilizados aos usuários de transporte rodoviário de Jundiaí. "A empresa faz questão de ressaltar que pelo menos 20% da sua frota é renovada todos os anos, tanto que no domingo colocou à disposição dos usuários 20 ônibus 0km para operar a linha", informou.
Segundo a empresa, as unidades – do modelo G7 – integram um lote de 128 modelos que a empresa de transporte está comprando ao longo deste ano.
A entrega ocorreu em meio a uma passeata no município paulista, numa rota que incluiu a Rua Barão do Rio Branco, passando pela Avenida 9 de Julho e Avenida dos Ferroviários
O novo lote adquirido sustentará o projeto de renovação de frota da Cometa. Todos os modelos estão equipados com ar-condicionado e poltronas reclináveis para oferecer o máximo de conforto aos passageiros.
O objetivo da empresa, que conta com uma frota de mil ônibus, é sempre oferecer aos usuários um transporte de qualidade. Atualmente, a companhia transporta, em média, 1 milhão de passageiros por mês.
Sobre as reclamações, a Cometa informou ainda que, segundo os relatórios da Socicam, empresa que administra o terminal rodoviário de Jundiaí, não constam reclamações sobre atrasos nas linhas Jundiaí-São Paulo. "A empresa informa que, por se tratar de uma reclamação genérica, ou seja, sem detalhamento de dias e horários de atrasos, não tem como checar o que realmente aconteceu, mas que preza pelo cumprimento de horários”, diz a nota da assesoria de imprensa. Quanto à limpeza, a empresa informou que este é um dos itens checados todos os dias e que há zelo pelo conforto dos passageiros.
*Com informações do Rede Bom dia

Reações:

2 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...