domingo, 4 de setembro de 2011

Cityrama estreia ligação turítica entre Lisboa e Cascais

Em autocarro panorâmico.
A Cityrama lançou um novo serviço turístico que liga as cidades de Lisboa e Cascais. O percurso, de 120 minutos, realiza-se, sobretudo, ao longo da estrada Marginal e inclui paragens em Carcavelos, Estoril, Cascais e Guincho. A operação é realizada pela Cityrama Gray Line, empresa do grupo Barraqueiro, quatro vezes nos dois sentidos (9h15; 11h15; 13h15; 15h15 e 17h15 – Marquês de Pombal e Museu Paula Rêgo). A viagem é feita em viaturas panorâmicas e com comentários áudio que enquadram historicamente os pontos de interesses mais importantes durante o percurso e em 14 idiomas. De acordo com a Cityrama, o novo serviço “resolve o problema de uma percentagem elevada de turistas que, chegados e acomodados na capital ou na vila, dispõem de pouco tempo para visitar os vários concelhos limítrofes”. Pedro Neto, diretor-geral da empresa afirma que esta linha “não procura resultados económicos por si só e a curto prazo”, mas antes “melhorar a oferta de um serviço turístico de qualidade na área metropolitana de Lisboa”. Não sendo uma experiência piloto, esta melhoria da qualidade da oferta turística promete alargar-se a outros municípios: “haja vontade política, designadamente das autarquias, e nós estaremos dispostos a continuar a investir nesse serviço inovador”, garantiu Pedro Neto.
Giro bate recorde de passageiros.
Os transportes urbanos de Albufeira bateram o seu recorde de passageiros. O “Giro” transportou 800 mil pessoas nos primeiros sete meses do ano, um crescimento de 25 por cento em relação a período homólogo de 2010. Desde a sua implementação, há sete anos, o “Giro” tem registado uma procura crescente e só em julho passado transportou 114 mil pessoas nas cinco linhas que constituem a rede. De acordo com Carlos Quintino, vereador da Câmara Municipal de Albufeira, este crescimento tem-se registado “essencialmente pela eficácia em matéria de mobilidade na malha urbana e pela sua qualidade de serviço”. Segundo o vereador, “o Giro, dentro do seu tipo de transporte público, é um caso de sucesso a nível nacional em termos de utilização. A sua taxa de cobertura ronda os 40 por cento e as suas tarifas são as mais baratas do Algarve. Representa um grande investimento por parte da autarquia, mas salta à vista a sua grande utilidade”.
Por: Andreia Amaral.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...