sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Só deu R$ 21 mil no leilão da Busscar


Duas garagens foram vendidas. Outras duas e loja não tiveram interessados
O objetivo era conseguir R$ 1,58 milhão, mas o primeiro leilão de bens do Grupo Busscar, que aconteceu ontem em Florianópolis, rendeu apenas R$ 21 mil. Das quatro garagens e uma sala comercial localizadas no bairro Estreito que foram oferecidas, apenas duas vagas de estacionamento foram arrematadas. Não houve disputa pelos imóveis, e os únicos que foram comercializados acabaram saindo pela metade do preço. As garagens estavam avaliadas em R$ 20 mil cada, mas as duas foram arrematadas por R$ 21 mil.
Outras duas garagens – que também custariam R$ 20 mil cada – e o bem mais caro, uma loja com mezanino com área total de 864,86 m² avaliada em R$ 1,5 milhão, serão negociadas pela Centro Sul de Leilões por meio de venda direta. A empresa informou que já recebeu propostas pelas duas vagas de estacionamento e que haveria um interessado no imóvel comercial. Quando receber as propostas, a Centro Sul vai apresentar os valores ao juiz da 6ª Vara do Trabalho de Florianópolis, que marcou o leilão e vai definir se aceita ou não as condições oferecidas.
“É normal que os bens não sejam vendidos no leilão, mas neste caso foi uma surpresa. Esperávamos que haveria concorrência pelo imóvel”, afirmou a advogada Luiza de Bastiani, que representa o Sindicato dos Mecânicos de Joinville, que entrou com a ação contra a empresa.
Ela explica que os recursos conseguidos com o leilão e com as futuras vendas dos imóveis serão depositados na conta vinculada à 4ª Vara do Trabalho de Joinville, na qual também estão sendo depositados valores provenientes de aluguéis de imóveis do Grupo Busscar. Todo o dinheiro vai para o pagamento dos pelo menos 18 salários que a empresa deve aos trabalhadores e dos acordos feitos com ex-funcionários.
Fonte da Matéria: http://www.clicrbs.com.br/

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...