quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Dez novos ônibus ampliam programa pioneiro de transporte sustentável em SP

A cidade de São Paulo (SP) tomou a dianteira no País com sua iniciativa para substituir combustíveis fósseis por renováveis no transporte público. O projeto ganhou na sexta-feira (20-01) 10 novos ônibus movidos a etanol e produzidos no Brasil pela Scania, em evento realizado no Sambódromo do Anhembi com a presença do prefeito Gilberto Kassab e do presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Marcos Jank.
“O projeto paulistano é exemplar e precisa ser ampliado e seguido por outras cidades. Temos que perseverar em políticas públicas que prestigiem o que temos de melhor, neste caso o programa de biocombustíveis mais cobiçado do planeta,” afirmou Jank em seu discurso.
Os 10 novos ônibus, que serão operados pela Viação Tupi Transportes na Zona Sul da cidade, elevam para 60 o número de veículos movidos a etanol que circulam na capital paulista. O novo lote de ônibus traz uma novidade: são os primeiros produzidos com comprimento de 15 metros, maiores do que os já em circulação e capazes de transportar mais passageiros.
Cerca de 120 pessoas participaram do evento, que teve também a participação dos secretários dos transportes, Marcelo Branco, e do Verde e Meio Ambiente, Eduardo Jorge. Ele trouxe uma mensagem contundente: “Os ônibus a etanol caracterizam uma economia verde pura, porque são uma forma eficaz de lutar contra a maior ameaça que o mundo vive hoje, que é o aquecimento global.”
Já o Prefeito Gilberto Kassab lembrou que São Paulo é a única cidade brasileira que investe fortemente no transporte coletivo com o uso de biocombustíveis, o que contribui para diminuir a poluição. “É um investimento elevado, mas que traz benefícios para a população de outras formas, como na redução de gastos com a saúde devido à forte redução de emissões,” concluiu o prefeito.

Programa Ecofrota

A ampliação da frota de ônibus a etanol faz parte do Programa Ecofrota, lançado em fevereiro de 2011, que visa reduzir progressivamente o uso de combustíveis fósseis no transporte público de São Paulo. 
Os ônibus movidos a etanol reduzem em até 90% a emissão de material particulado na atmosfera, a chamada fumaça preta, em relação aos coletivos movidos a óleo diesel. Diminuem ainda em 80% a emissão de gases responsáveis pelo aquecimento global, 62% a emissão de óxidos de nitrogênio (NOx) e não liberam enxofre, substância que causa a chuva ácida.
São Paulo é a primeira cidade das Américas a implantar o modelo de ônibus movidos a etanol após testes por mais de dois anos nas ruas da cidade. Além de São Paulo, Estocolmo, na Suécia, é a principal cidade com ônibus desse tipo em operação, com mais de 800 veículos em uso.

Exemplo sueco

O secretário municipal de Transportes, Marcelo Cardinale Branco, relatou um fato curioso durante viagem que fez a Estocolmo em 2011. Ele lembrou que ao procurar um taxi, foi alertado para que aguardasse a chegada de outro veículo, pois o que estava disponível era movido a óleo diesel. O ideal, segundo a pessoa que o orientou, seria utilizar outro veículo, movido a biocombustível. 
“Os cidadãos suecos têm o hábito de escolher taxis que usam biocombustíveis, mais limpos. O meu desejo é que esta percepção dos moradores de Estocolmo um dia chegue ao Brasil, que as pessoas percebam isto e escolham, de forma consciente, o transporte mais sustentável,” afirmou Branco.
Fonte da Matéria: Unica

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...