segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Montadoras sem estoques para ônibus

As montadoras de ônibus iniciaram 2012 sem um único chassi na linha de montagem. Em dezembro, os donos de frotas limparam os estoques, compostos por veículos com motores da geração Euro III.
Ana Paula Machado (amachado@brasileconomico.com.br)
Motivo: a partir deste ano, os veículos comerciais pesados devem sair de fábrica equipados com motores Euro V, que possuem tecnologia mais avançada para o controle de emissão de poluentes.
O Euro V é mais econômico e mais potente que sua versão anterior, mas custam até 15% mais. As montadoras poderiam faturar os veículos com o Euro III até março, mas para muitas empresas, o ciclo de vida do motor está encerrado.
O diretor para a área de vendas de ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Gilson Mansur, disse que já negociou com as empresas de ônibus os poucos chassis com motor Euro III que sobraram na fábrica.
"As decisões de compra do antigo modelo foram tomadas por desconhecimento da nova tecnologia por parte de muitos empresários", disse. "Agora, vamos começar nossa produção e já estamos negociando unidades com tecnologia Euro V".
A Mercedes registrou vendas de 1.577 chassis em dezembro. O volume foi 36% maior que o comercializado no mês anterior. A montadora foi a líder disparada no segmento, com 14.364 unidades produzidas em 2011.
Mas, com crescimento acumulado de 4,1% sobre 2010, ficou abaixo do que fez a indústria como um todo. Com 11.138 unidades fabricadas, a Man ficou em segundo lugar e registrou a expressiva alta de 48,1% na produção de chassis.
Recorde histórico
As vendas totais do segmento registraram recorde histórico, ao contabilizar alta de 22% sobre 2010 e encerrar o ano com 34.619 unidades produzidas, de acordo com a Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores).
Outra que viu seus estoques se esvaírem foi a Volvo Latin America. A montadora, que no ano passado apresentou recorde de vendas no mercado brasileiro com 1.350 chassis comercializados, teve em dezembro seu pico de negócios.
O gerente de ônibus da empresa, Euclides Castro, disse que a companhia também inicia a produção de veículos Euro V com pedidos em carteira.
"O começo do ano tem apontado bons níveis de venda, apesar da compra de ônibus bastante aquecida no fim de 2011. Acredito que o mercado não vai cair como prevíamos", disse.
Para a Mercedes, o mercado este ano deverá se igualar aos patamares de 2010, com vendas de cerca de 30 mil unidades. "Em época de eleições, as prefeituras renovam as frotas de ônibus", disse Gilson Mansur, da Mercedes.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...