segunda-feira, 14 de maio de 2012

Horários do Transcol vão ser monitorados pela intern

                Foto: Gabriel Lordêllo - Arquivo
O GPS já foi instalado no ônibus e o controle começará a ser feito em 60 dias, até pelo celular
Maurílio Mendonça
mgomes@redegazeta.com.br
A expectativa da Ceturb, com o monitoramento via GPS, é evitar a superlotação e as longas esperas dos usuários nos pontos
Falta pouco para os ônibus do sistema Transcol serem monitorados pelos usuários via internet. Até julho, logo nos primeiros dias do mês, os passageiros poderão acessar, até mesmo de seus celulares, o sistema de controle de GPS que a Ceturb está implantando no sistema de transporte coletivo da Grande Vitória.
A novidade deve ser anunciada, hoje, pelo governo estadual, dentro do Programa de Mobilidade Metropolitana. Devem ser anunciados ainda projetos e obras de infraestrutura, para os próximos anos, em um investimento total estimado em R$ 3 bilhões.
Dentro do programa há obras previstas para o transporte público coletivo, incluindo a reativação do aquaviário, além de intervenções urbanas de grande porte, como a Quarta Ponte, a promessa de nova ligação entre Vitória e Cariacica.
GPS
Por enquanto, já se sabe que, em menos de 60 dias, será possível saber quanto tempo falta para o ônibus do Transcol chegar ao local onde o usuário do serviço está. "Vai ser possível identificar a localização do veículo e um tempo estimado de quanto falta para ele chegar ao ponto de ônibus", resume o secretário estadual de Transporte e Obras Públicas, Fábio Damasceno.
Hoje, o serviço já está disponível para os passageiros do transporte municipal de Vitória. Pelo site da prefeitura já é possível controlar o trajeto da frota e, ainda, o tempo de viagem de cada linha. A previsão do Estado é de que o mesmo sirva para o Transcol, ajudando a evitar as longas esperas.
Serviço ligado
Todos os ônibus do transporte metropolitano estão com o GPS. "Agora nós analisamos o funcionamento do serviço. O sistema é inteligente e capaz de construir as estatísticas sozinho, a cada novo trajeto cumprido. Ou seja, quanto maior o número de viagens, uma melhor precisão de prazo será fornecido pelo sistema", explica o secretário Damasceno.
Nesse caso, são analisados dias de viagens, até meses, para que o sistema consiga decifrar as linhas, os horários de pico, além dos atrasos causados por obras e acidentes.
Futuro
Esse sistema de GPS será monitorado por uma Central de Controle Operacional, na Ceturb. A longo prazo a proposta é que, com a central funcionando, seja possível identificar os pontos de gargalos no trânsito, por meio de atraso em viagens.
"Ter esse mapeamento ajuda a evitar atrasos maiores e uma possível superlotação no sistema", pontua o secretário Damasceno.
Até semáforos serão vigiados
Com as faixas exclusivas do BRT, além do horário dos ônibus, será possível contabilizar os passageiros, por veículo, e interferir no tempo verde dos semáforos, a favor dos ônibus. "O GPS é o primeiro passo", explica Fábio Damasceno.
Novos veículos poluem menos
O Estado vai receber uma frota com veículos menos poluentes, nos próximos dias. Os ônibus deveriam ter chegado em abril, mas ficaram para este mês porque faltava receber uma certificação, confirmando que são carros dez vezes menos poluidores.
Os veículos têm um sistema diferente: usam o motor Euro-5, que permite o consumo de um combustível menos poluente e reduz as partículas de enxofre.
"Hoje, um ônibus comum emite até 500 partículas (por milhão) de enxofre, no ar, contra as 50 partículas emitidas pelo novo motor", afirma o secretário estadual de Transporte e Obras Públicas, Fábio Damasceno.
Esses novos ônibus serão os primeiros do Estado. Eles saem prontos de fábrica, e precisam ser testados e avaliados pelo Ibama, dentro do controle de emissão de gases poluentes.
"Todos os veículos do BRT terão esse motor. Queremos um transporte sustentável, em prol do meio ambiente", diz o secretário.
Como vai funcionar
Controle Por Satélite
O GPS já foi instalado em todos os ônibus do sistema Transcol. A intenção é poder controlar o trajeto da frota e, ainda, o tempo de viagem de cada linha
Serviço Pela Internet
Alcançando o tempo estimado de viagem, respeitando trajetos, linhas e horários, será possível divulgar aos passageiros quanto tempo falta para determinado veículo chegar ao ponto de ônibus
Celular Acesso em mãos
O Governo do Estado pretende disponibilizar, em algum site, e em 60 dias, o link para que o usuário do serviço acesse, até pelo celular, os horários de cada linha e o tempo de espera para começar a viagem
BRT No futuro
A intenção é que, com a ajuda do GPS, no futuro, seja possível controlar o que atrasa as viagens, quais ônibus estão lotados, para poder interferir no tempo dos semáforos a favor dos ônibus e liberar um mais veículos para percursos mais demandados.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...