sexta-feira, 18 de maio de 2012

Testes começarão na Transoeste, mesmo sem o término das obras

Foto: Miguel A M Côrrea/Busologia Mundial
RIO - Os primeiros testes nas estações do Bus Rapid Transit (BRT) Transoeste começam a ser feitos neste fim de semana. Nesta quinta-feira, o prefeito Eduardo Paes afirmou que o corredor expresso deve ser inaugurado em 15 dias. A promessa da Secretaria municipal de Transportes é que, em junho, 31 das 57 estações estejam funcionando. Antes disso, haverá testes com ônibus circulando pela pista do BRT fora do horário de maior movimento e com passageiros utilizando o transporte. Porém, o projeto, que promete encurtar o tempo de viagem entre Barra Tijuca e Santa Cruz e que custou R$ 900 milhões, ainda depende de muitas obras. Quase metade das estações não está pronta. Algumas, em Santa Cruz e Campo Grande, por exemplo, se encontram na fase inicial e causam transtornos aos moradores da área.
O primeiro BRT carioca deverá reduzir pela metade o tempo de percurso entre Barra e Santa Cruz. Hoje, diz a prefeitura, as viagens demoram em média duas horas. O GLOBO percorreu ontem toda a extensão do corredor e observou que as vias e as plataformas continuam em obras, havendo ainda muito a ser feito. A prefeitura informou que o BRT só estará em pleno funcionamento em agosto, com as 57 estações operando.
- A sinalização daqui está horrível por causa da obra. Já aconteceram acidentes graves, está tudo mal-acabado, muitos buracos, ferragens. Mas é claro que, quando for inaugurado, será bom para nós - diz o mecânico Adriano Manzoni, morador de Santa Cruz.
Alteração do projeto para criar retornos
O recém-construído Túnel da Grota Funda também não tem data para ser inaugurado. Em Santa Cruz, na localidade conhecida como Curral Falso, a obra prejudica quem passa pela área. O comércio também foi atingido, e as vendas caíram. Não há asfalto na via, que ainda é um imenso lamaçal.
- Há dois meses não temos movimento, não tem como chegar aqui. Os clientes precisam fazer um retorno enorme e ainda encarar lama para chegar à mercearia - reclama a comerciante Edna Fernandes.
Nesse trecho, O GLOBO flagrou fios elétricos desencapados em plena via, oferecendo risco. Já em Pedra de Guaratiba, o projeto do Transoeste precisou ser revisto, e a prefeitura vai implantar novos acessos ao bairro. A reformulação aconteceu após reclamação de moradores. A Secretaria de Transportes informou que serão construídos dois retornos, mas ainda não há data para o início da obra.
O primeiro trecho a ser inaugurado terá 31 estações entre Barra e Santa Cruz. Os ônibus da linha expressa - com menor número de paradas - farão a ligação com o Terminal Alvorada de segunda-feira a sábado, das 5h à 1h. Já a linha paradora (com mais estações ao longo do trecho) funcionará de segunda a domingo, 24 horas por dia.
Os outros três trechos do Transoeste - Guaratiba-Sepetiba, Campo Grande-Vila Kennedy-Sepetiba-Pedra de Guaratiba-Ilha de Guaratiba-Barra de Guaratiba e Santa Cruz-Paciência-Cosmos-Inhoaíba-Campo Grande - serão abertos em intervalos de 15 dias até agosto. A cada novo trecho, entrarão em operação as linhas de ônibus alimentadoras, que farão o transporte dos passageiros até as estações do BRT. Para o primeiro trecho, serão criadas três linhas - Pedra de Guaratiba-Pingo D'Água, Alvorada-Ayrton Senna e Alvorada-Joatinga.
Segundo o secretário de Transportes, Alexandre Sansão, as novas linhas foram criadas a partir da extinção daquelas que estavam sobrepostas ou da redução de frotas que atendiam a alguns trechos que vão passar a integrar o novo sistema.
- O sistema BRT vai revolucionar o transporte no Rio. Ele visa não só a fazer a estruturação dessa ligação importante (Santa Cruz-Barra) como também a reduzir a quantidade de veículos nas ruas, oferecer um sistema de transporte público de qualidade, diminuir as agressões ao meio ambiente e reduzir o tempo perdido nos engarrafamentos.
Quando estiver totalmente em funcionamento, o BRT deverá transportar 220 mil pessoas por dia. Todo o corredor expresso tem 56 quilômetros, dos quais 38 estão no primeiro trecho a ser inaugurado em junho. O sistema vai operar com o Bilhete Único da prefeitura ou o Riocard, com tarifa de R$ 2,75.
Por Fábio Vasconcellos (fabiovas@oglobo.com.br) | Agência O Globo

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...