terça-feira, 19 de junho de 2012

Furnas anuncia projetos em mobilidade elétrica

Empresa substituirá balsas a diesel por outras a pilha elétrica no Lago de Furnas, adotará veículos elétricos em sua frota e estuda parceria para o desenvolvimento de protótipo de ônibus urbano com tração 100% elétrica.
Furnas anunciou no dia 18 de junho (segunda-feira), durante Fórum Global em Mobilidade Elétrica, evento promovido pela ONU como parte da agenda da Rio+20, projetos de Pesquisa e Desenvolvimento ligados à mobilidade elétrica, como forma de contribuir para o transporte mais sustentável em áreas onde estão localizados seus empreendimentos.
Entre os projetos, está o desenvolvimento de protótipo de balsa com tecnologia elétrica, em parceria com a Coppe/UFRJ, para substituição das atuais movidas a diesel que navegam no Lago de Furnas, um dos principais cartões postais de Minas Gerais. As novas balsas serão híbridas, alimentadas por pilhas elétricas e etanol, este acionado apenas quando as pilhas ficarem sem carga. O investimento de Furnas neste projeto é de aproximadamente R$ 30 milhões e a previsão de término é de 18 meses.
Está em estudo, ainda, o uso dessas embarcações, cerca de 30, para o recolhimento do lixo urbano de municípios mineiros situados no entorno do lago, para a posterior queima e produção de energia elétrica. “São três frentes que estamos abrindo em relação ao Lago de Furnas: a substituição das embarcações e outras duas para definir a melhor tecnologia para queimar o lixo urbano e utilizá-lo para a geração de energia elétrica. É um projeto sustentável que permite a integração dos 34 municípios que ficam no entorno do Lago”, ressalta a diretora de Planejamento, Gestão de Negócios e de Participações, Olga Simbalista, que abriu o evento da ONU no auditório da empresa.
Projeto Veículo Elétrico -A empresa também pretende utilizar em sua frota de automóveis o modelo de veículo elétrico. A adoção deste veículo resulta de parceria com Itaipu no Projeto Veículo Elétrico, um sistema inteligente de armazenamento de energia a partir de fontes renováveis.
“O uso da energia elétrica possibilitando a mobilidade de forma mais eficiente possui aderência à natureza das atividades e aos negócios da empresa. Como geradora de energia 100% limpa e renovável, estamos comprometidos com o desenvolvimento sustentável por meio de 15 hidrelétricas em operação e mais quatro em construção, além de 17 centrais geradoras eólicas também em construção no Nordeste do país”, destaca Olga.
Ônibus com tração 100% elétrica -Em outra frente, Furnas estuda parceria com a Coppe/UFRJ para o desenvolvimento de um protótipo de ônibus urbano com tecnologia inovadora de tração 100% elétrica. Entre as vantagens em relação aos ônibus convencionais, está o fato de serem totalmente não poluentes e possibilitarem maior eficiência na utilização da energia proveniente de fontes renováveis.
“Hoje, apenas 0,4% do consumo brasileiro de eletricidade é usado no setor de transportes. Esses projetos dos quais a empresa participa e estuda parceria contribuirão para mudar essa realidade, incentivando o aumento do consumo de eletricidade pelo setor de transportes com significativos ganhos socioambientais e econômicos”, aponta a diretora.
O Fórum Global em Mobilidade Elétrica realizado na sede da empresa, no Rio de Janeiro, reuniu autoridades e especialistas do Brasil, Estados Unidos, China, Índia, Alemanha, Espanha e França, além de representantes da indústria automotiva, para debater as crescentes oportunidades em mobilidade elétrica sob o ponto de vista econômico, social e ambiental.
Furnas -Mais de 40% da energia consumida no Brasil passa pelo sistema de Furnas, que utiliza a força da água para gerar 95% de sua energia por meio de hidrelétricas, o equivalente a 9.500 MW. São 15 usinas hidrelétricas, duas termelétricas, aproximadamente 20 mil quilômetros de linhas de transmissão e 53 subestações.
A empresa, que completa 55 anos de trajetória em 2012, reafirma o seu compromisso com a produção de energia 100% limpa e renovável a partir da diversificação de suas fontes de geração, sobretudo no segmento eólico, com a construção de 17 parques no Nordeste do país. Juntas, as centrais geradoras eólicas somam 437 MW de potência instalada.
No segmento hídrico, Furnas segue seu plano de expansão e está construindo quatro novas usinas hidrelétricas – Santo Antonio (RO), Teles Pires (MT/PA), Simplício (RJ/MG) e Batalha (GO/MG), além de aproximadamente quatro mil quilômetros de linhas de transmissão e mais 15 subestações, com recursos próprios e em parceria com a iniciativa privada.
Até 2016, Furnas acrescentará 5.793,6 MW ao sistema elétrico brasileiro, um crescimento de 50% em relação aos 11.365 MW atuais, superando 17 mil MW de capacidade instalada. Esses novos projetos representam 131 mil novos empregos e energia para mais 14 milhões de brasileiros.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...