quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Duas empresas disputam concessão de ônibus urbano em Campo Grande

Nesta primeira fase, somente a documentação apresentada será avaliada.
Vencedora terá que investir R$ 800 milhões durante 20 anos de contrato.
As propostas das empresas interessadas em assumir o transporte coletivo de Campo Grande foram abertas nesta terça-feira (14). A disputa é entre um consórcio local – formado por quatro empresas que prestam o serviço – e uma empresa de Curitiba.
Entre as exigências da licitação, o grupo que vencer terá de fazer investimento de R$ 800 milhões ao longo de 20 anos de contrato, a frota inicial deve passar para 600 veículos (hoje são 545, que transportam 84 milhões de passageiros por ano) e, até 2013, todos devem ter adaptação para pessoas com deficiência física.
O edital de licitação para definir qual grupo ou empresa vai assumir o transporte coletivo da capital sul-mato-grossense foi publicado no final de junho. Na ocasião, 11 empresas demonstraram interesse. Algumas chegaram a fazer visitas técnicas para conhecer o modelo atual, mas hoje, no fim do prazo, apenas duas propostas foram apresentadas.
Saiba mais
Nesta primeira fase, somente a documentação será avaliada, de acordo com o diretor-presidente da Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Campo Grande, Marcelo Amaral.
“Os documentos têm indicadores econômico-financeiros que as empresas têm que indicar para poder assumir a prestação do serviço. Além disso, tem que ter uma experiência mínima para poder fazer a prestação desse serviço. A documentação entregue vai permitir fazer avaliação e análise do cumprimento dos requisitos e exigências pelos participantes”, explica.
O nome das empresas habilitadas será divulgado no Diário Oficial do Município (Diogrande) nos próximos dias. Na fase seguinte, serão avaliadas as propostas técnicas, que demonstram como o serviço será executado, desde a frota até o trajeto das linhas. A última etapa será o valor que cada grupo vai oferecer à prefeitura para controlar o transporte coletivo.
O prazo de concessão do transporte coletivo de Campo Grande é de 20 anos, mas pode ser prorrogado por mais 10 anos. A vencedora deve ser divulgada em outubro.
Do G1 MS com informações da TV Morena

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...