quarta-feira, 5 de setembro de 2012

ZF apresenta câmbio automático para ônibus urbano

Processo de homologação nas montadoras deve ser concluído ainda este ano
SUELI REIS, AB
De olho na iminente alta da demanda por ônibus urbanos no médio prazo no Brasil, impulsionada nos próximos anos pelo PAC da Mobilidade e por projetos de corredores exclusivos nas cidades que se preparam para receber os jogos da Copa do Mundo e Olimpíadas, a ZF traz ao mercado brasileiro a transmissão automática Ecolife de seis marchas. Fabricada na Alemanha, o câmbio automático pode ser aplicado em motores de até 2.000 Nm, entre veículos articulados, biarticulados e tradicionais. A nova transmissão atende as exigências do Proconve P7 e reduz em até 6% o uso do combustível com relação à geração anterior, a Ecomat 4, informa a empresa.
Câmbio automático ZF-Ecolife está em testes na Volkswagen (MAN), Mercedes-Benz e Scania
Segundo o gerente de desenvolvimento de negócios de sistemas de transmissão do Grupo ZF, Alexandre Marreco, a tendência é de aumento gradativo da participação das caixas automáticas na frota nacional de ônibus urbanos. Ele informa que a frota atual é composta por veículos com câmbio manual, que representam de 80% e 85% do total, e que de 15% a 20% são ônibus com transmissões automáticas. 
“O crescimento da frota não será tão expressivo, o que mudará é o mix dos veículos. Nossa expectativa é de que até 2016, a transmissão automática represente 35% da frota nacional.” 
O executivo relata que a transmissão Ecolife está em processo de homologação nas principais montadoras de veículos comerciais que atuam no País, como é o caso de Volkswagen (MAN), Mercedes-Benz e Scania. Ele projeta que essas homologações devem ser concluídas até o fim deste ano.
No Brasil, cerca de 400 ônibus equipados com a transmissão Ecolife estão em operações nas cidades de São Paulo, Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR), em chassis Volvo, a primeira a aprovar a transmissão aqui e no exterior. No mundo, a ZF-Ecolife é utilizada há pelo menos dois anos, a começar pela Alemanha, seu país de origem. Outros países da Europa e de outras localidades também utilizam a nova caixa de câmbio automática, como é o caso da Colômbia, no sistema de BRT Transmilênio da capital Bogotá. 
A ZF projeta produzir 20 mil transmissões Ecolife este ano. Na Europa Ocidental, a empresa lidera os fornecimentos de câmbio automático, com participação de 69% do mercado. 
TECNOLOGIA AUTOMÁTICA
A nova transmissão automática da ZF de 6 marchas possibilita que a rotação do motor se alinhe à faixa ideal de torque e consumo, o que a faz atingir a economia de 6% no consumo de combustível, explica Marreco. A caixa também conta com o software TopoDyn Life, que reconhece a topografia e o peso transportado pelo veículo e, a partir desses dados, calcula e adapta as trocas de marchas a cada 10 metros percorridos. O sistema decide e aplica a marcha ideal, adaptando-se ao tipo de via, como aclive ou declive. 
A caixa também é equipada com retarder primário, que reduz a velocidade do ônibus até 6 km/h, sem o uso de freio. 
“Em testes realizados na Colômbia, conseguimos reduzir a emissão de pó de freios: dentro de uma frota de 1,8 mil ônibus, 19 toneladas desse material deixam de ser emitidos por ano para o meio ambiente.” 
Para apresentar a nova transmissão, a ZF realizou uma demonstração dinâmica do produto com empresários do setor de ônibus do País, entre 16 de abril e 31 de agosto de 2012, quando foram percorridos 20 mil quilômetros em 15 cidades de 7 estados. Cerca de 1 mil pessoas participaram do teste, realizado com 59 frotas de ônibus. A demonstração reuniu 80 empresas do setor, entre 8 órgãos gestores, 9 concessionárias e 3 encarroçadoras.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...