terça-feira, 21 de maio de 2013

Ranking elege Corredor de Ônibus ABD como um dos melhores do mundo

O Corredor Metropolitano ABD, operado e mantido pela empresa Metra, foi classificado como um dos melhores sistemas BRT do mundo, segundo o ITDP (Institute for Transportation and Development Policy). O órgão reúne a opinião de especialistas e autoridades em urbanismo e mobilidade e, na avaliação, usou padrões internacionais de eficiência e qualidade, como acessibilidade dos sistemas, viabilidade econômica, qualidade da frota, velocidade operacional e satisfação do cliente.
O sistema recebeu pontuação acima da média para o corredor São Mateus-Jabaquara, representando o compromisso com a qualidade do serviço e a eficiência do transporte. Além deste, outros três corredores brasileiros entraram no ranking: TransOeste, no Rio de Janeiro, a Linha Verde e a Rede Integrada de Transportes, em Curitiba, e o Expresso Tiradentes, na cidade de São Paulo. Na classificação final, a Metra se igualou no ranking com empresas que operam BRT´s nos Estados Unidos, França, Reino Unido e China.
O BRT (Bus Rapid Transit) é a opção mais rápida e eficiente para o transporte público, garante o C40 (órgão internacional que reúne os prefeitos das principais cidades do mundo). Conforme o órgão, o BRT é eficaz devido a sua funcionalidade, ao baixo custo na construção de vias exclusivas, ao curto tempo de implantação e ao baixo impacto ambiental. Para o sistema operar, é necessário, no máximo, um investimento de US$ 15 milhões/km, muito aquém do valor mínimo investido nas construções de instalações dos metros (US$ 100 milhões/km).
Se a demanda de passageiros é menor: três a 45 mil pessoas transportadas por hora no BRT e, 30 a 80 mil no metro, o modal avaliado propicia o investimento em paisagismo. A Metra, por exemplo, plantou ao longo dos 33 km de corredores 5000 mudas de árvores para tornar o trajeto mais belo e amenizar as emissões de gás carbônico (CO2). Um estudo elaborado pela empresa constatou que a emissão dos gases tóxicos de um automóvel é 7,93 vezes maior que os ônibus. Contudo, com o uso exclusivo dos corredores, a frota pode ser substituída por ônibus híbridos ou trólebus, este último acarretando impacto ambiental zero, uma vez que os veículos não emitem poluentes por dependerem da rede aérea elétrica.
Sobre a Metra
A Metra, Sistema Metropolitano de Transportes, iniciou suas atividades em 1997, quando assumiu a concessão do Corredor Metropolitano ABD. Além desta região, também opera entre São Mateus, zona leste de São Paulo, até o Jabaquara, sul, e sua extensão entre Diadema até a região do Brooklin. O trecho sob sua responsabilidade atravessa, portanto, os municípios de São Paulo, Mauá, Santo André, São Bernardo do Campo e Diadema. A empresa é privada e pertence ao Grupo Auto Viação ABC, que atua no segmento de transporte há mais de um século.
Atualmente, a frota da Metra é composta por 280 veículos - entre diesel, trólebus e híbridos. Por mês, circulam no sistema cerca de 7,5 milhões de passageiros, num trajeto de 45 km de extensão distribuído entre nove terminais e 158 pontos de paradas de ônibus. 
A política da empresa é buscar a excelência na atividade de transporte de passageiros por meio da melhoria contínua de seus processos e do Sistema de Gestão Integrado, priorizando sempre a qualidade dos serviços prestados, o respeito ao meio ambiente e à saúde, o desenvolvimento profissional e humano dos colaboradores.
Como resultado desse comprometimento, há dois anos consecutivos a Metra está em primeiro lugar no Índice de Qualidade do Transporte, medido anualmente pela EMTU (IQT/EMTU). E, na “Pesquisa de Imagem dos Transportes na Região Metropolitana de São Paulo 2011”, da ANTP, que mede anualmente a eficiência e o grau de satisfação dos usuários sobre o transporte público na região metropolitana de São Paulo, o Corredor Metropolitano de Ônibus ABD (São Matheus-Jabaquara) alcançou 79% de votos para “excelente” ou “bom”. Foram avaliados quesitos como conforto, segurança, respeito, entre outros aspectos.
Em 2011, o corredor recebeu 70% de avaliações positivas. Bem avaliado em todas as edições da pesquisa, é a primeira vez que o Corredor supera o Metrô, o maior referencial de qualidade em transporte público do Brasil, que nesta edição apareceu com 74% de aceitação. Além destes modais, também participaram da pesquisa os corredores da capital (54%), ônibus metropolitanos (51%), trens da CPTM (48%) e ônibus municipais da capital (40%).

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...