quarta-feira, 8 de maio de 2013

Usuários de ônibus intermunicipais reclamam do serviço em Mato Grosso

Um veículo já chegou a pegar fogo entre Cuiabá e cidade do interior.
Governo informou que novas empresas já foram selecionadas para a linha.
Usuários do transporte intermunicipal entre Cuiabá e Santo Antônio do Leverger, a 35 km de distância, estão reclamando das condições em que se encontram os ônibus que fazem o trajeto diariamente, alguns com mais de 20 anos de uso e considerados sucateados. Passageiros se dizem revoltados e o governo do estado, responsável pela concessão das linhas intermunicipais, alega precariedade dos contratos com as empresas, mas assegura que novas companhias já foram selecionadas para operar o trecho.
Ao denunciar a situação dos ônibus, os usuários mencionam episódio recente no qual um ônibus da frota chegou a pegar fogo com várias pessoas dentro. As placas dos veículos da linha são de Goiânia, onde fica a sede da empresa responsável.
A aposentada Maria de Fátima Duarte faz o trajeto, ao menos, três vezes por semana. Ela relatou que em um único dia o ônibus chegou a quebrar três vezes. “Peguei um veículo e ele quebrou. Logo em seguida, veio um outro prestar socorro. Porém, pouco depois de começarmos a andar, o que veio ajudar também quebrou. O motorista consertou, porém, após percorrer mais um pouco o trajeto, ele teve problemas novamente”, relatou.
saiba mais
Um dos veículos da empresa pegou fogo há poucos dias, quando estava em movimento, mas não deixou vítimas.
O guarda de segurança Neilo Rodrigues era um dos passageiros na ocasião e falou sobre o pânico que enfrentou. “A porta não queria abrir, todos ficaram desesperados. Os idosos que estavam no veículo passaram mal. Foi um grande susto”, disse.
Segundo a Agência de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager-MT), todas as empresas que operam nas linhas intermunicipais, exceto as que fazem a linha de Várzea Grande, estão com o contrato vencido com o estado desde 1999. Em 2007 foi assinado um termo de ajustamento de conduta (TAC) junto ao Ministério Publico para regularizar o setor, mas só no ano passado tiveram início os processos licitatórios que devem redistribuir as concessões das linhas em Mato Grosso.
O presidente da Ager, Carlos Nascimento, falou sobre as novas empresas que farão o trajeto intermunicipal. “Já selecionamos as primeiras empresas. Porém, há uma liminar da justiça que proíbe o Estado de assinar contrato com as mesmas. A liminar tem como autor a prefeitura de Barra do Garças e de cidades próximas, que alegam não ter tido participação na discussão sobre o novo sistema de transporte”, informou.
“Temos problemas em outras cidades também e vamos solucioná-los. Iremos cobrar constantemente as empresas que fazem as linhas intermunicipais”, garantiu Nascimento.
O G1 tentou entrar em contato com a empresa responsável pelos ônibus que fazem o trajeto de Santo Antônio do Leverger a Cuiabá. Contudo, não houve resposta até o fechamento desta reportagem.
Fonte: G1.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...