sexta-feira, 7 de junho de 2013

Ônibus que alimentarão os corredores do BRT são apresentados em Belo Horizonte

Veículos de três portas, motor dianteiro e até 15 metros de comprimento, levarão passageiros aos corredores que circularão os BRT´s, mas eles também poderão rodar na via exclusiva


Marcello Oliveira - Portal Vrum
Publicação: 06/06/2013 21:42 Atualização: 06/06/2013 22:23

 (Fotos: Scania/Divulgação)
A Scania apresentou na noite desta quinta-feira (06) os modelos de ônibus que irão atender ao sistema BRT de Belo Horizonte. O veículo principal já roda em testes na capital e foi mostrado no início da semana. Nesta noite, a empresa apresentou os modelos que alimentarão os corredores. 
Os ônibus terão suspensão a ar e motor dianteiro e também poderão circular nos corredores. O modelo apresentado pela Scania para o sistema de transporte é o F 250 com motor 9 litros de 250 cavalos de potência. O chassi comporta carrocerias de até 13,2 metros e, segundo a montadora, representa um grau de conforto a mais para os usuários. "O maior torque do motor irá possibilitar arranques e mudanças de marchas mais suaves, evitando os trancos e a suspensão foi completamente trabalhada para absorver as irregularidades do solo, deixando a viagem mais confortável para o usuário", disse o diretopr de vendas da Scania Brasil, Wilson Pereira.
O veículo apresentado pela Scania poderá atender todas as cidades sedes da Copa do Mundo do ano que vem e ele entrará no modelo de ônibus chamado de Padron. Este é um modelo intermediário que será usado dentro e fora dos corredores. Terá ar-condicionado, opção de câmbio automático, suspensão a ar, comprimento que varia de 13,2 a 15 metros e bicicletário. Com piso alto, tem duas configurações: portas com embarque à esquerda (3 portas) e portas de serviço em ambos os lados da carroceria (5 portas), neste caso para operação fora do BRT.
Teste em BH
O BRT vem sendo testado nas ruas e avenidas de Belo Horizonte desde o início desta semana, embora o sistema com o ônibus articulado comece a funcionar só no ano que vem. "O principal objetivo do teste é colocar o articulado para rodar numa operação normal, avaliando quesitos como dirigibilidade, consumo de combustível, performance do motor e manobra. Além da Saritur, temos outras empresas interessadas em fazer o teste nas linhas municipais de Belo Horizonte. Foi uma feliz coincidência trazê-lo, uma vez que os consórcios da capital mineira estão partindo para as decisões de compra", exlica Eduardo Monteiro, responsável de vendas de ônibus urbanos da Scania. O executivo afirma que o mesmo BRT já foi testado em linhas de Brasília e Recife. A expectativa agora é de que o coletivo – orçado em R$ 400 mil – circule por um período mínimo de 60 dias em BH.
Retrocesso
Vale lembrar que em 1999, Belo Horizonte teve em sua frota de ônibus, várias unidades do modelo de piso baixo, considerado até hoje o mais confortável e eficaz no transporte urbano de passageiros em uma grande cidade. Mas o modelo foi retirado de operação das empresas de ônibus, que voltaram a operar com modelos arcaicos de motor dianteiro. Nos ônibus comum, por exemplo, o acesso de um portador de mobilidade reduzida com cadeiras de rodas leva entre quatro e cinco minutos. No piso baixo, o acesso era praticamente imediato.
Algumas cidades brasileiras ainda preferem a operação dos modelos Piso Baixo, mesmo sendo mais caras para os empresários.
Com Bruno Freitas

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...