segunda-feira, 3 de junho de 2013

Prefeitura do Rio fiscaliza circulação de ônibus com ar condicionado

Empresas são obrigadas a cobrar valor de coletivos convencionais.
Medida passou a valer no sábado (1º).
Após a prefeitura do Rio aprovar uma tarifa única para todos os ônibus municipais, que começou a valer no sábado (1º), muitos moradores ficaram apreensivos com a possibilidade de as empresas retirarem coletivos com ar condicionado de circulação. Nesta segunda (3), primeiro dia útil após a medida entrar em vigor, agentes da Secretaria Municipal de Transportes realizam uma operação em garagens das empresas de ônibus para fiscalizar se este tipo de problema foi registrado. 
Ao todo, de acordo com o órgão, 40 fiscais da SMTR e auxiliares de fiscais, guardas municipais com treinamento em transportes e policiais militares fazem parte da ação. Até sexta-feira (5), 44 garagens de ônibus da cidade serão fiscalizadas. Dos nove mil coletivos que circulam na cidade, 800 contam com sistema de ar refrigerado.
Saiba mais
Reajuste
A passagem subiu cerca de 7,2% a partir de sábado. O valor mudou de R$ 2,75 para R$ 2,95.O reajuste foi publicado na edição do Diário Oficial do município na quarta-feira (29).
Segundo o decreto da Prefeitura, todos os ônibus do Rio, incluindo os com ar-condicionado, que hoje têm cinco tarifas diferentes, entre R$ 2,85 e R$ 5,40, passarão a ter o mesmo valor de tarifa aprovada, com o Bilhete Único Carioca. A ideia é proporcionar maior conforto aos passageiros dos coletivos e melhorar a qualidade de vida na cidade.
A tarifa única, segundo a Prefeitura do Rio, deve beneficiar um número estimado de 5 milhões de passageiros mensalmente, que poderão economizar R$ 3 por viagem. Atualmente, seis tarifas diferentes vigoram nas linhas municipais do Rio. Outras dez capitais brasileiras reajustaram as tarifas neste ano.
Para o cálculo do reajuste foram considerados, de acordo com o decreto, a tarifação por faixa quilométrica do sistema de transporte coletivo convencional e a desobrigação do recolhimento do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...