quinta-feira, 25 de julho de 2013

Itaú diz que Marcopolo é “oásis da bolsa brasileira” e recomenda ações

Eduardo Tavares
Se o mercado brasileiro de ações está “na seca”, o investidor tem um “oásis em meio às incertezas”, segundo os analistas da corretora do Itaú Unibanco. São as ações da Marcopolo, fabricante de carrocerias de ônibus, que devem ter uma alta de 7% até o fim de 2014, com preço justo de R$ 14 para esse período.
As analistas Renata Faber e Thais Cascello, que assinam o relatório do Itaú enviado a clientes, têm recomendação de “outperform”, ou seja, desempenho acima da média do mercado para os papéis. Elas fundamentam essa avaliação na visão de que a empresa tem uma exposição adequada ao mercado externo, com presença global e liderança em diversos países, além de um crescimento sustentável.
Segundo o relatório, 36% das receitas da Marcopolo vêm do mercado externo e 20% da produção acontece fora do Brasil, o que torna o movimento de desvalorização do real frente ao dólar positivo para a empresa. “O movimento de desvalorização do real frente ao dólar irá favorecer as exportações brasileiras, com impacto positivo à medida que a empresa consolide os resultados das subsidiárias no exterior.”
No mercado brasileiro, que responde pelos outros 64% da receita, “a Marcopolo tem uma posição mais confortável do que outras empresas de bens de capital”, ressaltam as analistas. À medida que os megaeventos esportivos que o Brasil vai sediar, Copa do Mundo e Olimpíadas, se aproximam, a Marcopolo deve ser beneficiada pelos investimentos do governo em transportes, acredita a corretora.
Programas do governo
Atualmente, a Marcopolo se beneficia de dois programas do governo. O primeiro é o de mobilidade urbana, que pretende desenvolver o transporte público em diversas cidades brasileiras, sobretudo as que sediarão jogos da Copa. O governo deve investir R$ 32 bilhões na área, sendo que R$ 20 bilhões serão do governo federal e R$ 12 bilhões dos governos estadual e municipal.
Entre os modelos exigidos para o programa, três são de ônibus do tipo BRT, dos quais a Marcopolo já entregou cerca de 200 unidades. “Acreditamos que há mais por vir, dado que o programa ainda não foi encerrado e que deverá exigir aproximadamente mais 2.500 novos ônibus BRT para diferentes cidades”, dizem as analistas.
Outro programa do governo do qual a Marcopolo participa é o “Caminhos da Escola”, que pretende renovar e ampliar a frota de ônibus escolares para as escolas em áreas rurais. A Marcopolo já entregou 10.000 unidades ao programa.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...