sábado, 24 de agosto de 2013

Em São Paulo, ônibus vão exibir vídeo contra homofobia

O vídeo institucional, que será exibido em mil ônibus da capital, lembrará o Dia da Visibilidade Lésbica, comemorado em 29 de agosto
Divulgação
Parada LGBT de São Paulo
Parada LGBT de São Paulo: de acordo com coordenador de Políticas LGBT da Prefeitura, o objetivo é estender a questão da defesa da cidadania ao cotidiano dos paulistanos


Ônibus da frota de transporte coletivo da capital paulista vão exibir nos próximos dias um vídeo institucional para lembrar o Dia da Visibilidade Lésbica, comemorado anualmente em 29 de agosto. A exibição terá duração de oito dias, com início previsto para este sábado, 24. Vai envolver mil ônibus.
A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Coordenação de Políticas LGBT, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, e a SPTrans, da Prefeitura de São Paulo.
O vídeo, de 30 segundos, foi produzido com a participação de ativistas. Sem áudio, apresenta mulheres exibindo cartazes nos quais se lê: "Sou mulher. Sou lésbica. Sou bissexual. Sou cidadã. Sou filha. Sou mãe. Trabalho. Estudo. Tenho direitos e quero respeito". Ao final, aparece a mensagem que norteia essa e outras campanhas que devem vir por aí: "Na São Paulo que a gente quer não cabe homofobia".
De acordo com Julian Rodrigues, coordenador de Políticas LGBT da Prefeitura, o objetivo é estender a questão da defesa da cidadania ao cotidiano dos paulistanos. "Queremos levar ao cidadão paulistano uma mensagem de respeito à diversidade", disse ele. "Realizar ações de promoção da cidadania de mulheres lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais é prioridade da nossa gestão."
Essa não é a primeira iniciativa em defesa dos direitos dos homossexuais que conta com a participação da SPTrans. Em junho, a 17ª Parada do Orgulho LGBT foi tema de uma edição semanal do Jornal do Ônibus, que circula em cerca de 15 mil veículos.
No ano passado, o registro de casos de homofobia em todo o País aumentou 46,6% em relação ao ano anterior, segundo informações divulgadas pela Coordenadoria LGBT

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...