terça-feira, 15 de outubro de 2013

Cariocas podem ter informação sobre ônibus no smartphone

Novidade é fruto de parceria entre Fetranspor e Moovit Fetranspor
A tecnologia vai mudar para sempre sua experiência de utilização de transporte público. Para saber quando o seu ônibus vai passar, se vem lotado ou vazio, e como está o trânsito no trajeto, agora bastará consultar o smartphone. Para cariocas e visitantes, isso já é possível, e foi uma das melhorias implantadas para a realização dos grandes eventos mundiais previstos para este ano. Os torcedores da Copa das Confederações já puderam dispor da ferramenta, graças à recente parceria da Fetranspor com o Moovit, aplicativo de crowdsourcing (compartilhamento voluntário de conhecimentos, geralmente via internet) para o transporte público, que pode ser baixado gratuitamente para iPhone e Android.
Além de consultar a melhor forma de chegar ao Maracanã, o interessado ainda pode ter acesso a informações sobre a cidade, números de telefones úteis e até sobre a lotação do ônibus. Mas ainda tem mais. Por meio dessa tecnologia, podem ser realizados concursos e enviadas mensagens de alerta para os usuários.
Faça o download do aplicativo.
Avanço na comunicação
O presidente da Fetranspor, Lélis Marcos Teixeira, comemora a inovação como um avanço na comunicação com o consumidor, um dos itens importantes para a elevação do padrão dos serviços prestados: “o Moovit é um instrumento fundamental para se obter informações em tempo real sobre a situação dos transportes na cidade, seja do ponto de vista dos passageiros, seja do ponto de vista de nossa organização, que terá condições de tomar decisões mais rapidamente, garantindo a qualidade dos serviços com uma eficácia ainda maior. Esta parceria traz inovações em termos de informação ao consumidor”, analisa.
Para Nir Erez, presidente do Moovit, este torna-se ainda mais importante em ocasiões em que grandes eventos alteram a rotina dos espaços urbanos: “o Moovit é extremamente útil no dia a dia dos passageiros, mas, em eventos do porte da Copa das Confederações, da Copa do Mundo e da Olimpíada pode ajudar muito mais, pois os passageiros trocam informações entre si e com o sistema, sabendo, em tempo real, o que está acontecendo no trânsito e na malha de transportes em geral”, afirma.
Passageiro contribui com serviço
Ao abrir o aplicativo durante o percurso, o passageiro contribui, em tempo real, com dados como localização e velocidade do veículo. E ele ainda pode enviar relatórios sobre lotação, condições de higiene e rankings. Quanto mais pessoas participarem, melhores os resultados, pois o Moovit é, ao mesmo tempo, um excelente canal de informações para o usuário e uma forma de controlar e divulgar a qualidade do serviço, permitindo aos operadores correções de falhas e mostrando um panorama do grau de satisfação dos seus clientes com os diversos atributos da viagem.
O Moovit já é uma realidade em mais de 30 cidades, como Nova York, Los Angeles, Madri, Barcelona, Roma, São Paulo, Tel Aviv, com lançamentos recentes no Reino Unido, Paris e Sidney. Tem mais de um milhão de usuários espalhados por essas localidades. Na opinião do CEO Nir Erez, o aplicativo leva o passageiro a perceber a viagem de uma forma mais agradável, uma vez que elimina a incerteza e a insegurança quanto a itens como tempo de espera, trajeto etc. “Nós não podemos fazer o ônibus chegar mais rápido. Mas, ao criar a melhor fonte de informação sobre o transporte público em tempo real no mercado, o Moovit pode fazer com que a viagem se torne mais agradável”, afirma.
Aplicativo utiliza dados do Vá de Ônibus
A Fetranspor já desenvolve projeto voltado para o fornecimento de informação móvel ao usuário de transporte público há alguns anos. A experiência com o site Vá de Ônibus, que permite consulta de como se deslocar de um ponto a outro, no Rio de Janeiro, usando o modal, incluindo opções em termos de distância e de custo e outras informações importantes, levou a uma parceria de longa data com a Google. Diálogo constante é mantido com vários desenvolvedores de aplicações móveis, visando ao aumento da atuação no mercado mobile.
A ideia é que, com a entrada em operação dos novos BRTs e as alterações que estes corredores trarão ao modelo de transportes da região metropolitana e, consequentemente, ao dia a dia das pessoas, não faltem informações aos passageiros, para que seja garantida uma mudança sem transtornos. A experiência da viagem no transporte público deve ser agradável, pois disso depende, em grande parte, o bom funcionamento de uma cidade grande. Os dados de itinerário e horários de funcionamento das linhas que o Moovit utiliza são fornecidos pelo Vá de Ônibus. Isso é feito também com outros parceiros, como os aplicativos BRS Rio e Buus, campeões do concurso Rio Apps.
Segundo o engenheiro de Transportes Pedro Paulo Souza, para que se chegasse a esse ponto, houve uma grande reestruturação interna no sistema de dados de mobilidade, que aumentou a agilidade no envio de dados estáticos através do formato GTFS, globalmente adotado pelas operadoras para troca de informações de transporte público. Alterações de itinerários, obras e interdições são imediatamente lançadas no sistema e enviadas para os parceiros, que podem atualizar suas bases com grande rapidez.
Em breve, serão fornecidas informações em tempo real, e o cliente poderá saber em quanto tempo o ônibus chegará, se está retido em algum congestionamento etc. Para isso, as empresas de ônibus já trabalham na uniformização dos dados fornecidos pelos seus GPS, que serão oferecidos através do Vá de Ônibus e repassados aos
desenvolvedores parceiros.

Conheça mais da Moovit:

Faça o download do aplicativo

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...