quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Brasil dá à Volvo em 2014 segundo melhor ano em vendas

O Grupo Volvo registrou queda de 4,8% nas vendas de caminhões no Brasil em 2014 em relação a 2013.
Segundo balanço divulgado nesta quarta-feira, 25, pela montadora, a marca emplacou 19.732 unidades de pesados e semipesados (segmentos que atua), ante 20.731 emplacados no ano anterior.
O recuo foi menor do que a média do mercado no período (11,3%) e, apesar da queda, a companhia destacou que esse foi o segundo melhor ano em vendas de caminhões no Brasil.
As vendas de ônibus fabricados pela Volvo, por sua vez, cresceram 2,7% em 2014 na comparação com 2013.
Em todo o ano passado, foram comercializados 1,7 mil chassis no Brasil ante 1,6 mil no ano anterior.
O crescimento nas vendas vai na contramão do mercado, cujos emplacamentos de ônibus caíram 16,3% em média em 2014 ante 2013.
Com o resultado, a montadora afirma que foi o segundo melhor ano da história da Volvo no segmento.
Apesar dos resultados positivos, a Volvo mostrou preocupação com as condições de financiamento recentemente anunciadas pelo BNDES, com juros mais altos e menos recursos destinados pelo banco de fomento para o programa.
Em nota, a montadora também se disse preocupada com a "deterioração dos índices econômicos" e com a "acentuada" queda nas vendas do setor, que, no geral, caíram 18,8% no acumulado de 12 meses encerrados em janeiro.
Financiamentos e consórcios
A Volvo informou que encerrou 2014 com volumes "recordes" de financiamentos e vendas de consórcios.
Responsável pelo financiamento da montadora, o Banco Volvo desembolsou R$ 2,9 bilhões para aquisições de caminhões, ônibus e equipamentos de construção no mercado brasileiro, 34% a mais do que no ano anterior.
Já a comercialização de consórcios cresceu 14%, com 2,4 mil cotas vendidas, totalizando R$ 800 milhões. A venda de seguros alcançou R$ 110 milhões.
O maior volume de financiamentos do Banco Volvo se deu pela modalidade Finame, linha de recursos do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) do BNDES voltada para bens de produção.
São programas com prazos de financiamento de até 60 meses e taxas de juros prefixadas ou variáveis de acordo com a TJLP.
De acordo com a montadora, no ano passado, 88% dos novos volumes de negócios do banco foram por meio dessa modalidade.
Novo presidente
A montadora apresentou nesta quarta-feira, 25, o novo presidente do Grupo Volvo Latin America, Claes Nilsson.
Ele assumiu o comando das operações latino-americanas em substituição a Roger Alm, que, após cinco anos no Brasil, assumiu novo cargo no Grupo Volvo na Europa.
Antes de ser nomeado para o Brasil, Nilsson era o presidente da Volvo Trucks e chefe de Vendas da Área Central Norte da Europa.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...