sábado, 5 de março de 2011

MAN avança em Ônibus

Fabricante investe para ganhar maior participação no mercado de transporte de passageiros e lançará chassi articulado
Volksbus articulado
Diferentemente do mercado de caminhões, o de ônibus tem poucos concorrentes e os números de ve ndas também são bem menores. De janeiro a outubro deste ano foram entregues 26 885 chassis ao mercado interno, conforme dados da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) ante 140 690 caminhões no mesmo período. Mesmo assim, é um segmento nada desprezível para as fabricantes e dominado pela Mercedes-Benz, que abocanha uma fatia de 51%. Até 31 de dezembro as vendas devem terminar por volta de 30 000 unidades e as projeções para 2011 são de 32 000. 
No entanto, a MAN, hoje com participação de 28%, quer mudar essa divisão do bolo e aumentar a presença dos seus modelos nas ruas brasileiras. "O momento é de concentração no negócio de ônibus", disse José Ricardo Alouche, diretor de vendas, marketing e pós-vendas da MAN. O restante do mercado é dividido entre Agrale (13%), Scania (3%), Iveco (3%) e Volvo (2%).
Para ganhar volume, a empresa, que continuará trabalhando com a marca Volksbus, reforçou as divisões de engenharia, pós-vendas e venda com equipes dedicadas exclusivamente nesse segmento. Isso tem a ver com a decisão da matriz, em Munique, na Alemanha, que nomeou a filial brasileira como o centro de desenvolvimento de ônibus para todos os mercados emergentes.
Na continuidade de avançar sobre o mercado da Mercedes-Benz, no mês passado, a MAN também apresentou algumas novidades para a linha 2011 (veja box abaixo). Alouche também acredita que em 2011 haverá muita antecipação de compras para evitar os novos custos que virão com a entrada em vigor da legislação Euro 5, a partir de 2012.
Ainda não está nos planos da MAN trazer para o Brasil os modelos da marca comercializados na Europa. Porém, a fabricante planeja incorporar nos chassis Volksbus componentes MAN.
Em razão da sua pobre política de transporte público, o Brasil ainda é grande comprador de chassis com motor dianteiro: barulhentos, pouco seguros, desconfortáveis e desgastantes aos condutores, porém os mais baratos e mais viáveis aos países subdesenvolvidos. Esses tipos de modelos ainda representam 60,7% das vendas internas. Os modelos de chassis com motor traseiro representam apenas 2,9% e são os mais adequados ao transporte de pessoas. Os rodoviários ficam com 8,9%. Isso explica por que não há mercado aqui para os sofisticados MAN europeus. Porém, esse é um problema que está fora da competência das fabricantes, porém, ele está na competência dos governantes brasileiros. 
Volksbus articulado
A MAN aproveitou a 8ª FetransRio (Feira Rio de Transportes) para mostrar o protótipo do seu chassi articulado. O modelo mostrado estava equipado com motor traseiro de 320 cv, piso alto, suspensão pneumática com ajoelhamento e configurado para receber carroceria de até 18,2 m. Este Volksbus ainda está em teste, mas algumas unidades já serão vendidas no primeiro semestre de 2011. A comercialização em em maior volume começa no segundo semestre do próximo ano.  
VW 15.190 / VW 17.230
Segundo José Ricardo Alouche, diretor da MAN, os modelos VW 15.190 EOD e 17.230 EOD, a pedido dos clientes, passam a contar com a opção da transmissão manual ZF 6S 1010 BO. A caixa de marcha Eaton continua sendo oferecida nesses chassis.   
VW 9.150 Plus
A MAN apresentou o micro-ônibus VW 9.150 Plus como a maior
unidade da linha 2011.
Ele conta com suspensão e eixo traseiro reforçados para receber carrocerias maiores e o seu PBT subiu para 9,2 t. 
VW 17.260 EOT low entry
A versão Low Entry do chassi VW 17.160 EOT é outra novidade na linha Volksbus. O objetivo desse tipo de chassi é garantir a facilidade do acesso de passageiros, principalmente os idosos e portadores de deficiência física. Além disso, o modelo ainda conta com sistema de ajoelhamento e elevação para facilitar a passagem por obstáculos.
Weslei Nunes / texto: Marcos Villela
Imagens Divulgação
Fonte da matéria: http://transportemundial.terra.com.br/

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...