quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Projeto de micro-ônibus turístico na Savassi


Autora da proposta alega que micro-ônibus será útil tanto para turistas quanto para pessoas que circulam na Savassi.
Além das propostas do bonde de rodas (leia mais) e da linha de ônibus especial (leia mais), outro projeto de mobilidade urbana para a região da Savassi é o de linhas especiais de ônibus turísticos.
A ideia, da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Minas Gerais (Abih – MG), é implementar três linhas de micro-ônibus interligando Savassi, Centro e Lourdes. Esses ônibus utilizariam os pontos de parada convencionais, podendo circular até as 24h. O valor da passagem ainda não foi definido, mas a proposta é de que os ônibus funcionem com passes diários adquirido nos hotéis, bancas de revista e no próprio veículo. O projeto também prevê que o passe pode dar direito a descontos em lojas e restaurantes.
Segundo Silvania Capanema, vice-presidente da Abih, o micro-ônibus visa atender a crescente demanda dos turistas da Savassi e suprir a carência de mobilidade urbana para realizar o itinerário turístico na região. ”As distâncias entre os pontos turísticos são grandes para serem percorridas a pé, por exemplo, entre o Mercado Central e a Praça da Liberdade; o táxi é caro; e os ônibus convencionais não disponibilizam nenhum tipo de informação especial para o turista”, afirma. De acordo com Capanema, os micro-ônibus também serão úteis para os moradores e a população que transita na Savassi. “As linhas poderão ser utilizadas, por exemplo, por quem frequenta os bares da Savassi e do Lourdes, ou também por aqueles que trabalham na região e precisam se deslocar durante o dia”, diz.
A proposta do micro-ônibus turístico foi apresentada ao Conselho Savassi da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), que pretende formatar o projeto e entregar à Prefeitura ainda neste semestre. De acordo com o diretor da CDL-BH, Alessandro Rucini, os micro-ônibus implicam em baixos custos de implantação. “É um projeto realizável em um curto período de tempo, pois deve utilizar os veículos que já existem no mercado”, defende. Segundo Rucini, o projeto deve ser apresentado em conjunto com a ideia do bonde de rodas.
Uma pesquisa realizada pela Abih indicou que a maior parte dos turistas passam, em média, dois dias em Belo Horizonte, principalmente devido a viagens de negócios. Segundo o estudo, esse turista dispõe apenas do período noturno para o lazer e os destinos mais procurados são os bares e restaurantes da Savassi, seguido do Lourdes. Outro perfil é o turista que dispõe de três dias ou mais para visitar a cidade. De acordo com a pesquisa, a Savassi aparece novamente como o local mais procurado, à frente do Mercado Central e do Centro de Artesanato do Palácio das Artes. Segundo a Abih, a expectativa é que a Savassi receba ainda mais turistas com a inauguração do complexo do Circuito Cultural da Praça da Liberdade.
Itinerários propostos

Rota 1 – Centro/Praça da Liberdade/Savassi


Rota 2 – Centro

Rota 3 – Savassi/Lourdes/Centro
Fonte da Matéria: http://www.nasavassi.com.br/
Material jornalístico passível de direitos autorais. Fotos e textos podem pertencer a autores diferentes. Antes de reproduzir por qualquer meio, consulte sobre autorização.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...