segunda-feira, 12 de março de 2012

BRS Presidente Vargas: ônibus leva quase dobro do tempo do carro para atravessar a avenida

Por Tais Mendes (tais@oglobo.com.br) | Agência O Globo 
RIO - Na segunda semana do BRS na Presidente Vargas, a reportagem do GLOBO decidiu testar o corredor: de ônibus, levou quase o dobro do tempo do carro para atravessar a avenida da Leopoldina à Candelária. Embarcada no coletivo da linha 474 (Jacaré-Jardim de Alah) às 7h42m, a repórter chegou ao fim da via às 7h54m. A equipe que foi de carro embarcou no mesmo ponto às 7h41m e atingiu o mesmo destino às 7h58m. Foram 12 minutos na pista exclusiva contra sete na comum.
O trânsito flui bem na maior parte da avenida pela manhã. Os gargalos são os mesmos notados na semana passada: a primeira agulha para acessar a pista lateral da Presidente Vargas, na altura do Terreirão do Samba, e a Central do Brasil. O trânsito também fica congestionado na Leopoldina e em frente à sede da prefeitura.
Entre o Terreirão e a Central não há congestionamento. Depois da Central, o trânsito também flui bem, assim como no acesso à Presidente Vargas pelo Trevo das Forças Armadas. O problema, além das agulhas, são os pontos de ônibus importantes, em que coletivos perdem tempo para embarcar e desembarcar passageiros.
Na Central, os ônibus continuam derrubando os cones que delimitam o BRS no trecho logo pela manhã. Não é raro ver coletivos tentando escapar do trânsito momentaneamente, invadindo a pista dos carros, e agentes da CET-Rio tentando impedi-los.
Mas eles não são os únicos que desrespeitam as novas regras. Motoristas ainda desavisados acabam subindo o Viaduto dos Pracinhas, na Leopoldina, na parte do BRS e, quando chegam à Presidente Vargas, param o trânsito para poder sair do corredor exclusivo. No viaduto, o trânsito flui melhor no BRS do que na pista comum.
Passageiros e funcionários de empresas de ônibus entrevistados pelo GLOBO aprovam o BRS. O trocador do ônibus 474 acredita que o trânsito está melhor, mas alerta que os coletivos ainda perdem muito tempo em frente à Central do Brasil. Moradora de São Cristóvão, Maria das Graças disse que o BRS encurtou o tempo de viagem. Mesmo sem ter feito ainda a conta, ela está certa de que o trânsito melhorou para os ônibus.
- Tinha dias que levava 40 minutos só pra percorrer a Presidente Vargas. Agora está bem melhor.
No entorno da Presidente Vargas, o trânsito ainda era bom por volta das 8h30m. Há boas condições na Praça da República, na Rua Frei Caneca, nas avenidas Presidente Antônio Carlos e Rodrigues Alves e no acesso à Presidente Vargas pela Rua Primeiro de Março. O trânsito é intenso na Rua Benedito Hipólito, rua paralela à principal avenida do Centro, com alguns pontos de lentidão. Os motoristas sofrem com congestionamento na Praça da Bandeira, no sentido Presidente Vargas, e na Avenida Francisco Bicalho.
Fonte da Matéria: http://br.noticias.yahoo.com/

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...