domingo, 4 de novembro de 2012

Novas tecnologias facilitam rotina dos deficientes visuais

O estudante universitário Peterson dos Santos Garcia, 26 anos, sai de casa todos os dias às 5h40min, deixa a filha de 4 anos no Centro de Educação Infantil (Ceinf) e depois segue para a universidade. Faz todo o trajeto de ônibus. Seria uma rotina simples como de muitos cidadãos, não fosse o fato de ele ser deficiente visual. Ele ainda precisa contar com a boa vontade dos outros para conseguir informações sobre as linhas, mas essa dependência pode diminuir com auxílio de novas tecnologias.
Foto: Álvaro Rezende / Correio do Estado
Peterson segue para casa, de ônibus, com a filha Rayane, 4 anos
saiba mais
'EVOLUA COM MOBILIDADE' 
TRANSPORTE COLETIVO 
Até o fim do ano estará disponível aplicativo no celular que ajuda os deficientes visuais a localizar o ponto de ônibus e a linha mais próxima de onde estão. Com poucos cliques no aparelho, eles são informados, via comando de voz, da linha, dos horários dos ônibus e do caminho para seguir até o ponto, semelhante a um GPS. Há pelo menos quatro meses, três deficientes visuais do Instituto Sul-Mato-Grossense para Cegos Florivaldo Vargas (Ismac) testam o sistema.
Os pontos já foram marcados e cadastrados, mas ainda há necessidade da segunda etapa, em que os veículos serão equipados com computadores de bordos e receberão sinal informando sobre o deficiente visual que está aguardando no ponto. “Essa tecnologia dará mais autonomia ao deficiente, que conseguirá mais facilmente localizar o ponto e terá a segurança de o motorista saber que estará esperando o veículo”, disse Rodrigo Silveira Dutra, dono da empresa G2I, que desenvolveu o software.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...