sábado, 17 de maio de 2014

Transporte em Goiânia terá 91 novos ônibus até o fim do mês

As negociações estabelecidas com as empresas de ônibus e capitaneadas pela Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC) têm avançado rumo à garantia de melhorias na qualidade do transporte oferecido à população da capital e Região Metropolitana. Conforme anunciou o titular da CDTC e secretário de Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos, João Balestra, na quarta-feira (14), já foram ampliadas 737 novas viagens para 257 linhas, fruto da aquisição de 30 ônibus que estão em circulação.
Até o dia 30 de maio, outros 61 ônibus semi novos serão colocados em circulação, bem como estão previstas contratações de 300 motoristas e de 100 organizadores de filas para atenderem em terminais que registram os maiores gargalos de organização e acesso dos usuários aos veículos. Com mais 91 ônibus em circulação, será possível promover um incremento de 170 mil novos lugares aos usuários do sistema na capital e Região Metropolitana.
A longo prazo, o acordo ainda prevê a aquisição de 300 novos ônibus durante os meses de julho a dezembro. Conforme explica o presidente da CDTC, a instalação de câmeras de segurança nos veículos será feita a médio prazo. “Até o momento as empresas têm sido bastante profissionais na discussão e estão cumprindo com tudo que foi acordado”, mencionou Balestra.
Enquanto as empresas se empenham em cumprir com a parte acordada, o Governo do Estado realizou uma série de concessões necessárias para dar respaldo às melhorias demandadas pela sociedade. Em uma medida governamental, foi reduzida a zero a alíquota do ICMS do diesel utilizado pelos ônibus do transporte coletivo.
Outra manobra foi o custeio de metade da gratuidade das passagens voltadas a idosos, estudantes e policiais, em um aporte mensal de R$4,5 milhões. A instauração do Passe Livre Estudantil, que ofereceu a gratuidade das passagens aos estudantes da Região Metropolitana, colocou Goiás na dianteira dos Estados a conceder tal benefício. Somado aos 50% do custeio da tarifa do Eixo Anhanguera concedidos pelo Governo do Estado, o montante de investimentos em transporte chega a R$15 milhões mensais. Todas as medidas adotadas foram capazes de conter em R$0,20 o aumento da passagem.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...